Esta é uma batalha que tem tudo… para não acontecer! Desde logo, porque o Lamborghini Huracán é um superdesportivo que só se sente bem no asfalto e, quanto menos irregularidades possuir, melhor. Depois, porque o Kamaz é um camião russo para todo o serviço, sendo que esta versão foi especificamente concebida para brilhar (e esmagar a concorrência) em competições como o Dakar. O seu terreno predilecto é a areia do deserto e as estradas mais esburacadas, pelo que a probabilidade de se encontrar com o Huracán é mínima, para não dizer nula.

Apesar desta fraca probabilidade de confronto, há um elemento que os une: o patrocínio da Red Bull, que adora estas “cenas” mais radicais. Daí que não fosse necessário muito esforço para convencer “Mad” Mike Whiddett, o neozelandês que é estrela no drift, para deslocar o seu habitual Lamborghini Huracán 580-2 até West Sussex, em Inglaterra, onde se realiza o Festival of Speed de Goodwood.

Para enfrentar “Mad” Mike, outro “artista” da Red Bull, o russo Eduard Nikolaev, o homem que venceu o Dakar nos camiões em 2019, 2018, 2017 e… o melhor é deixar a coisa por aqui. Mas se Nikolaev é bom, o seu Kamaz é uma máquina imbatível, que só por si é capaz de garantir a vitória na mais difícil maratona do desporto automóvel.

O vídeo resultante deste encontro improvável tem muito de humor e de emoção, especialmente para quem aprecia o desporto automóvel. Veja o vídeo e diga, nos comentários, qual o superdesportivo que prefere, se o “ligeiro” ou se o “pesado”.