O défice das balanças corrente e de capital aumentou para 1.633 milhões de euros entre janeiro e julho, acima do défice de 616 milhões de euros dos mesmos sete meses de 2018, divulgou esta quarta-feira o Banco de Portugal.

Segundo o banco central, “para esta evolução contribuiu, sobretudo, a balança de bens”, com um défice de 9.611 milhões de euros, acima do défice de 7.582 milhões de euros do período homólogo.

“Em termos homólogos, o défice da balança de bens aumentou 2.028 milhões de euros e o excedente da balança de serviços diminuiu 137 milhões de euros” para 8.802 milhões de euros, refere ainda o Banco de Portugal.