A Massachusetts Financial Services Company (MFS) reduziu a posição acionista que detém na EDP Renováveis (EDPR) de 3,013% para 2,943% do capital e dos respetivos direitos de voto, foi esta quarta-feira anunciado.

A MFS notificou a EDPR que, nos termos do artigo 23.º do Real Decreto 1362/2007 e como resultado de transações realizadas a 03 de outubro de 2019, ultrapassou o limite mínimo de 3% para posições acionistas qualificadas”, lê-se num comunicado enviado hoje pela EDP Renováveis à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Segundo refere, o fundo norte-americano MFS, com sede em Boston, “diminuiu a sua participação para 25.674.035 ações da EDPR, correspondente a 2,943% do capital social da EDPR e 2,943% dos respetivos direitos de voto”.

A EDP é a maior acionista da EDP Renováveis, empresa liderada por Manso Neto, que tem sede em Madrid e está cotada na bolsa de Lisboa.