O filho de El Chapo, Ovidio Guzmán López, foi libertado depois de várias horas de violência que se seguiram à sua detenção e o ministro da Defesa argumentou com medidas de segurança para o fazer. O Presidente do México já reagiu e garante que vai fazer uma reunião com o gabinete de segurança para discutir o incidente.

O governo mexicano diz que Ovidio Guzmán foi encontrado numa casa na cidade de Culiacán durante uma patrulha de rotina contra o narcotráfico, escreve a BBC. Os membros do cartel, que deverá ser parcialmente controlado por Guzmán desde que El Chapo está preso, lançaram de imediato um ataque às autoridades.

Após a detenção do filho de El Chapo, gerou-se uma onda de violência no norte do México, com tiroteios entre a polícia e os narcotraficantes. A televisão mexicana mostrou vários homens armados com armamento pesado que abriam fogo contra a polícia.

Ovidio Guzmán saiu em liberdade horas depois da sua detenção. Alfonso Durazo, ministro da Segurança do México, declarou que a libertação foi decidida “para evitar mais violência na área e preservar as vidas” das forças de segurança e “recuperar a calma na cidade”.

Até ao momento, não existem comunicados oficiais sobre vítimas, diz a BBC.

(em atualização)