Pelo menos 30 pessoas morreram e dezenas de milhares ficaram desalojadas na sequência das inundações que atingiram a capital da Indonésia, Jacarta.

Ainda não existem números oficiais e claros quanto ao número de vítimas mortais. Os meios de comunicação locais vão avançando diferentes números entre si, mas todos asseguram que morreram mais de 20 pessoas na sequência das inundações. Um porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres, Agus Wibowo, assegurou no entanto, entretanto, que há pelo menos 30 mortos já confirmados.

As chuvas torrenciais e a subida dos rios submergiram pelo menos 169 bairros e causaram deslizamentos de terra nos distritos de Bogor e Depok, nos arredores de Jacarta, de acordo com Agus Wibowo. Imagens divulgadas pela agência mostram militares e socorristas em barcos de borracha a tentar resgatar pessoas que foram forçadas a subir aos telhados das suas casas inundadas.

Mais de 35 mil pessoas foram para abrigos temporários após as inundações terem atingido, em algumas áreas, até 2,5 metros de altura, acrescentou o mesmo responsável. O governador de Jacarta, Anies Baswedan, disse que as chuvas torrenciais registadas na capital e nas áreas montanhosas de Java Ocidental causaram o transbordo dos rios Ciliwung e Cisadane.

Em 2013, 47 pessoas morreram na sequência das inundações em Jacarta.

(Artigo atualizado às 17h32 com correção relativa ao número de vítimas mortais)