No último dia de 2019, o Sporting estava a 13 pontos do primeiro lugar da Liga. Ao 17.º dia de 2020, o Sporting está a 19 pontos do primeiro lugar da Liga. Em pouco mais de dez dias, o Sporting recebeu em Alvalade o Benfica e o FC Porto e não conseguiu retirar qualquer ponto de nenhuma dessas receções. Em quarto lugar, atrás dos dois principais rivais e ainda do Famalicão, a equipa de Silas acabou por sofrer esta sexta-feira mais uma machadada num jogo que poderia ser uma espécie de silver lining numa temporada já assumidamente negativa.

Se o Benfica chegou com esta vitória, aquela que é a melhor primeira volta de qualquer clube na história da Primeira Liga, o Sporting sabia desde logo que entrava neste dérbi com a maior desvantagem que alguma vez teve para o rival da Segunda Circular num jogo entre os dois na primeira metade da temporada. Mais do que isso, e numa estatística que acaba por mostrar em toda a linha aquilo que tem sido uma franca incapacidade dos leões frente aos dois naturais concorrentes, o Sporting só conseguiu ganhar dois dos últimos 21 jogos contra Benfica e FC Porto — sendo que ambas as vitórias foram a contar para a Taça de Portugal. A última vitória leonina em Alvalade contra dragões ou encarnados foi já há três anos e meio e a equipa de Silas engrossou um registo negativo já verificado contra o FC Porto, levando já sete clássicos em casa sem conseguir ganhar.

O registo caseiro do Sporting esta temporada é já o pior da história do clube — quatro derrotas em oito jogos disputados em Alvalade –, superando as campanhas de 1954/55, de 2008/08 e até de 2012/13, o ano em que os leões terminaram a época em sétimo lugar, a pior classificação de sempre. Três dessas quatro derrotas foram contra os três primeiros classificados (Benfica, FC Porto e Famalicão, a outra foi com o Rio Ave), o que acaba por explicar o quarto lugar atual.

A 19 pontos da liderança, a 12 do FC Porto e com a possibilidade de ficar a quatro do Famalicão (a equipa de João Pedro Sousa joga este sábado com o Marítimo), começam a aparecer em Alvalade os fantasmas da temporada 2012/13: o ano em que o Sporting ficou em sétimo lugar e aquela que é consensualmente considerada a pior época da história do clube no que diz respeito ao futebol.