Ganhou tudo o que havia para ganhar na sua categoria de 51kg (Galo) e foi uma das maiores referências do FC Porto na secção de boxe, a segunda que Jorge Nuno Pinto da Costa liderou nos azuis e brancos já depois de ter passado pelo hóquei em patins (que acumulou com o hóquei em campo), no final dos anos 60. Mário Lino, de 71 anos, morreu esta segunda-feira, vítima de Covid-19, numa notícia que foi inicialmente revelada pelo ex-árbitro portuense e amigo José Leirós, numa mensagem escrita na sua página do Facebook.

“Maldito vírus que matou o meu Grande Amigo.
O Covid 19 matou um Homem saudável.
Recebi a notícia e nem quero acreditar é doloroso demais…. que enorme tristeza.
Fui um sortudo em ter-te tido como Amigo e ter sempre a tua Amizade, apoio e conselhos enquanto fui Árbitro de Futebol.
Partiu uma lenda do Pugilismo do Boxe da nossa Cidade do Porto, do nosso País, mas mais do que isso um Amigo e um Excelente Homem!
Vejam o exemplo era um Homem forte e não resistiu a esta peste Coronavirus. Fiquem em casa e protejam-se, isto é mesmo a sério e violento. O Boxe e o Desporto estão de luto.
Até sempre meu Bom AMIGO MARIO LINO”

“Faleceu esta segunda-feira, aos 71 anos, vítima do coronavírus (Covid-19), Mário Lino, antigo pugilista do FC Porto. Mário Lino estava internado no Hospital de São João, no Porto, e o estado de saúde tinha-se agravado nos últimos dias”, anunciaram os azuis e brancos no seu site oficial, antes de falarem do trajeto da ex-glória.

“O antigo pugilista dos dragões, que também desempenhou a função de treinador, é uma lenda do boxe nacional e ganhou tudo o que havia para ganhar em Portugal na categoria que disputava, a de Galo (51kg), nomeadamente quando a secção era dirigida por Jorge Nuno Pinto da Costa. Mário Lino chegou também a ser diretor da Associação de Boxe do Porto e, em 2017, foi o mentor da Associação “Os Marretas”, que promove a ligação entre ex-pugilistas do Norte e do Sul do país”, acrescentaram, enviando as condolências a família e amigos.

“Recebemos a triste notícia de que o nosso Mário Lino, antiga glória do boxe nacional, detentor de uma carreira ao nível de atleta e treinador ao longo de vários anos, faleceu hoje vitima de doença Covid-19. Em nome da Federação Portuguesa de Boxe e do Boxe Nacional, enviamos à sua família e amigos os nossos sinceros sentimentos. A todos da família do boxe, agradecemos que prestem a sua última homenagem a um dos atletas e treinador mais antigos da modalidade”, destacou também a Federação Portuguesa de Boxe.

Maldito vírus que matou o meu Grande Amigo.O Covid 19 matou um Homem saudável.Recebi a notícia e nem quero acreditar é…

Posted by Jose Leirós on Monday, March 30, 2020