O antigo presidente da FIFA Joseph Blatter está a ser investigado na Suíça por suspeitas de atividade criminosa relacionada o pagamento de um milhão de euros do organismo regulador do futebol mundial, noticia este sábado a AP.

Blatter foi notificado pela justiça helvética, que investiga o empréstimo concedido em 2010 pela FIFA à Federação de Futebol de Trinidad e Tobago, numa altura em que o suíço presidia o organismo, de acordo com um documento a que a agência noticiosa norte-americana teve acesso.

De acordo com a investigação, o empréstimo realizado em 13 de abril de 2010 à federação de Trinidad e Tobago era isento de juros e foi concedido sem a existência de qualquer aval, assumindo contornos de retribuição de favores por parte do então presidente da FIFA.

Blatter, de 84 anos, está proibido de exercer funções relacionadas com o futebol até outubro de 2021 e enfrenta um outro processo relacionado com o pagamento de dois milhões de dólares (perto de 1,8 milhões de euros) ao ex-presidente da UEFA, Michel Platini.