O município de Macedo de Cavaleiros, no distrito de Bragança, divulgou esta terça-feira que tem em curso e a concurso obras no valor de 12,9 milhões de euros com a expectativa de criação de emprego local.

Trata-se, segundo a autarquia, de um conjunto de empreitadas que “se perspetiva que no final do mês de julho estejam em concursos, adjudicadas ou em fase de conclusão” e que terão necessidade de mão-de-obra.

O presidente da Câmara, Benjamim Rodrigues, garante que os efeitos destes investimentos já se fazem sentir com algumas das empresas a quem têm sido adjudicadas empreitadas à procura de trabalhadores, já que a construção civil continua a debater-se com o problema da falta de mão-de-obra face ao volume de obras em curso.

No pacote global de quase 13 milhões de euros de investimentos encontram-se obras como a requalificação do edifício dos Paços do Concelho orçadas em cerca de 489 mil euros, a reabilitação do Mercado Municipal com quase 1,9 milhões de euros, mais de 400 mil euros para a requalificação do Largo da Estação e um valor superior a 475 mil euros destinados à rua Eça de Queirós.

Estas obras encontram-se em concurso público e o presidente do município prevê abrir este procedimento também nos próximos dias para a empreitada de requalificação da envolvente ao Mercado Municipal, um projeto de mais de meio milhão de euros.

Nos planos da autarquia estão também 142 mil euros para reforçar o abastecimento de água e construir Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) em aldeias como Nozelos, Bornes ou Sobreda.

Uma das empreitadas de valor mais avultado, cerca de 1,5 milhões de euros, é a já anunciada para o Parque Urbano da cidade de Macedo de Cavaleiros e a adiada central de camionagem com 1,2 milhões de euros.

O executivo reformulou o projeto que tinha herdado da gestão anterior e promete agora um Interface Rodoviário “com dignidade para revitalizar” a zona da cidade onde ficará instalado.

Em curso estão também os trabalhos de requalificação do Bairro de São Francisco Assis, com duas fases para a execução e um investimento global de dois milhões de euros.

A Escola Secundária de Macedo de Cavaleiros terá também obras no valor de 600 mil euros e estão ainda previstos 383 mil euros para a pavimentação de vários arruamentos no concelho e para a construção da estrada entre o Lombo e Balsamão.

Trata-se de projetos cofinanciados por fundos europeus com que o autarca pretende “modernizar” Macedo de Cavaleiros e tornar o concelho mais atrativo para a fixação de pessoas.