Se os potenciais clientes da Porsche esperavam que a próxima “habilidade” a revelar pelo Taycan fosse algo que eles pudessem aproveitar todos os dias, ou com alguma regularidade, ficaram necessariamente surpreendidos com a capacidade de andar de lado do Porsche eléctrico. Para mais numa versão chinesa, que (ainda) não se vende na Europa, porque tem apenas tracção traseira.

O drift é a arte do equilíbrio de manter um carro atravessado sob pressão do acelerador, em que o condutor controla com ele a aderência do trem posterior, para o fazer escorregar e percorrer a trajectória desejada. Digamos que tem muito mais a ver com a habilidade e a prática de quem vai ao volante, do que com o carro propriamente dito. Basta ver as diferenças entre Dennis Retera, o piloto holandês contratado pela Porsche para realizar 210 voltas e 42 km em torno de um anel em piso escorregadio e molhado, com cerca de 200 metros de perímetro, e Chris Harris, um dos jornalistas da Top Gear, que o máximo que conseguiu fazer foi 18 voltas e 3,3 km, antes de enjoar e fazer um pião.

Recorde. Taycan a derrapar fica a milhas do BMW M5

No vídeo relativo ao recorde divulgado pela marca (que pode ver acima), em que a Porsche se congratulava pela marca atingida, os cerca de 42 km sempre a andar de lado, sobressaiu que o recorde era muito pouco ou nada disputado, por dizer respeito apenas a veículos eléctricos, uma vez que, se abrangesse igualmente modelos com motor de combustão, então o recorde pertence claramente à BMW com os seus 374 km sempre a deslizar.

Juntamente com o recorde do drift, a Porsche permitiu que também Chris Harris alcançasse o seu recorde, no caso 18 voltas e 3,3 km. Sucede que no vídeo tornado público pela publicação britânica, é possível constatar que Dennis Retera confirma com a organização que à 6ª volta o Taycan RWD tinha ainda uma capacidade de 79% na bateria. Umas contas rápidas permitem-nos concluir que se percorreu 210 voltas e 42,171 km, a uma média de 200,8 metros por volta, é expectável que com a bateria recarregada a 100% deveria ficar-se por 53,3 km. Ora este é um recorde muito mais impressionante, pela negativa, do que o domínio revelado por Dennis Retera no drift.