Os tradicionais fornecedores de gasolina e gasóleo têm vindo a tentar adaptar-se ao futuro, o que passa pela distribuição de energia eléctrica (e, de momento ainda em menor escala, de hidrogénio). Um dos mais recentes a investir no abastecimento de veículos eléctricos é a Total, cujo objectivo passa por possuir, dentro de cinco anos, uma rede europeia com 150.000 locais de carga.

A empresa francesa ganhou um concurso organizado pela cidade de Paris, que supõe a instalação de 2329 pontos de carga, a serem geridos pela rede Bélib, pertença da ex-gasolineira, que se transformou em empresa de energia. Estes novos locais de carga vão juntar-se aos 270 que a Bélib já possui e incluem ainda 1830 com potência de 7 kW, 10 de carga rápida a 50 kW e mais de uma centena de tomadas a 3 kW, destinadas a scooters e bicicletas eléctricas.

Este investimento da Total em Paris, que incrementa em cerca de 50% dos pontos de carga disponíveis na capital francesa, faz parte de uma estratégia maior, que passou pela aquisição da Blue Point London, uma entidade com uma rede de 1600 postos de carga em Londres, e a Viessmann Charging Solutions, que possui 2000 carregadores na Alemanha.