O técnico Joachim Low vai manter-se à frente da seleção alemã, apesar da goleada sofrida frente à Espanha (6-0), na Liga das Nações, e comandará a equipa na fase final do Euro2020, confirmou esta segunda-feira a Federação Alemã de Futebol (DFB).

No cargo desde 2006, a continuidade do treinador de 60 anos foi confirmada pelo organismo após uma reunião entre a direção da federação e o próprio Low, efetuada através de teleconferência.

A DFB decidiu por unanimidade continuar com Joachim Low o difícil caminho de renovação da seleção nacional iniciado em março de 2019″, lê-se num comunicado o organismo.

Além de Low, a DFB deu igualmente um voto de confiança a Oliver Bierhoff, diretor das seleções germânicas. Em 17 de novembro, na cidade espanhola de Sevilha, a Alemanha sofreu a derrota mais pesada desde 1931, na última jornada do grupo 4, e ficou fora da fase final da segunda edição da Liga das Nações.

O vilão era espanhol mas o filme de terror foi alemão: Espanha atropela Alemanha por 6-0 e vai à final four

A goleada por 6-0 deixou Low na porta de saída da ‘Mannschaft’, depois de mais de uma década no cargo, mas a DFB acabou por manter o treinador que levou a Alemanha à conquista do Mundial2014, no Brasil.

“Um jogo isolado não pode e não deve ser usado como medida para o desempenho geral da seleção nacional e do treinador. Os nossos olhos devem permanecer fixos na preparação do Euro do próximo ano. Temos a firme convicção de que Joachim Löw e a sua equipa de treinadores terão sucesso”, concluiu a federação germânica.

No Euro2020, que foi adiado para 2021 devido à pandemia da Covid-19, a Alemanha é adversária de Portugal, juntamente com França, atual campeã mundial, e Hungria.