Herbert Diess e Elon Musk parecem ter uma certa proximidade, tecendo elogios aos trabalhos das marcas do seu rival, bem como às decisões que assumem rumo a um futuro 100% eléctrico. Isto mesmo que Diess dirija um monstro que vende mais de 10 milhões de veículos por ano, enquanto Musk comanda a marca mais valiosa, apesar de ainda não ter ultrapassado o meio milhão de vendas.

Mas o respeito que nutrem um pelo outro não impede que continuem a ser adversários, a disputar o mercado de forma agressiva, embora a Tesla se concentre para já nos segmentos D e E, ao passo que os alemães têm o seu modelo mais vendido a militar no segmento C.

Prova disso foi o facto de Diess ter criado pela primeira vez uma conta no Twitter e ter marcado a estreia ao publicar um tweet em que o ex-quadro da BMW assumiu ter sido contratado para criar um forte impacto aos comandos do Grupo VW, “especialmente em aspectos políticos”. Uma afirmação que deve ter deixado os restantes elementos da administração a tentar adivinhar o que queria dizer o CEO da Volkswagen AG.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

De seguida, afirma ainda que o segundo objectivo é conquistar alguns dos mercados que até aqui eram pertença da Tesla, gabando-se de ter sido o mais vendido em alguns dos países europeus. O que também corresponde à realidade, graças ao VW ID.3 e ao Audi e-tron.

O mais curioso é o tweet terminar com a afirmação “Fico à espera de discussões produtivas”, o que deixa toda a gente na expectativa. Não podem ser “discussões” comerciais, uma vez que Diess sabe que a Tesla não produz de momento os veículos suficientes para abastecer o mercado europeu, o que só será ultrapassado quando a Gigafactory Berlim começar a laborar, lá para o fim do ano. Será que há parcerias na calha, seja de veículos ou de tecnologia? Tudo indica que vamos ter de esperar pelos próximos tweets.