A Mitsubishi agendou para 16 de Fevereiro a revelação da próxima geração do Outlander, o SUV de sete lugares que não só é um dos modelos mais populares desta marca da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, como é igualmente um dos PHEV mais vendidos na Europa.

Juntamente com o anúncio da data, o construtor japonês publicou um vídeo em que se vê o novo modelo ainda camuflado. Contudo, é possível perceber também que os técnicos da Mitsubishi se esforçaram para dotar o SUV com um comportamento mais ágil e até divertido, especialmente em pisos escorregadios.

15 fotos

Numa estrada de terra ou numa pista desenhada no gelo, o modelo com cerca de 4,7 metros de comprimento descreve as curvas com uma ligeira deriva de traseira, optimizando o comportamento. Com esta atitude, o SUV aproxima-se mais do comportamento típico de um automóvel desportivo com tracção integral do que do tradicional jipe, pouco dinâmico e pesadão.

Conduzimos o Eclipse Cross. É (ou não) uma boa alternativa ao Qashqai?

Este tipo de comportamento, se é novidade para o Outlander, não o é para a Mitsubishi, que já oferece uma solução similar no Eclipse Cross, como já tivemos possibilidade de comprovar. O sistema de tracção integral S-AWC é muito eficaz, ou não derivasse do que equipou o Mitsubishi Lancer, um dos mais respeitados desportivos do mercado.

Ao que tudo indica, o novo Outlander oferecerá motores PHEV, não sendo ainda evidente que recorram a mecânicas diesel, especialmente no mercado europeu, de que a marca japonesa chegou a afirmar pretender afastar-se.