Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

À medida que a oferta de veículos eléctricos vai aumentando, cresce também a rivalidade entre as diferentes propostas no mercado, que podem ser comparadas sob os mais diferentes critérios, do preço à autonomia, da potência ao requinte a bordo, da sofisticação tecnológica em termos de conectividade e ajudas à condução, passando pela capacidade de aceleração, velocidade máxima, consumo médio e rapidez na recarga da bateria.

Bjørn Nyland é um norueguês com uma crescente notoriedade no YouTube, plataforma onde vai analisando no seu canal as diferentes novidades a bateria que vão sendo introduzidas pelos fabricantes. Ao invés de considerar qualquer um dos critérios atrás mencionados, este youtuber preferiu criar o seu próprio ranking com base num único critério: o tempo que determinado veículo demora a percorrer 1000 km. Vale o que vale, considerando que, numa utilização quotidiana, muito raramente os automobilistas empreendem viagens tão extensas. Tendo apenas em consideração o tempo despendido nesta jornada e, por tabela, a eficiência energética e a rapidez na recarga, o Audi e-tron GT impôs-se face àquele que era, até agora, o líder do ranking, o Model S Long Range “Raven”.

Já chegou a Portugal o Audi que vai fazer frente ao Taycan

Enquanto o topo de gama norte-americano cumpriu a prova do norueguês em 9h50, a berlina eléctrica alemã superou essa marca num quarto de hora, ao registar um tempo de 9h35 entre o quilómetro zero e o milhar, valor que se explica pelo facto de usufruir de um sistema a 800V, o que lhe permite recarregar com potências de até 270 kW em corrente contínua (DC). E isso, dependendo da potência dos postos de carga que se encontram pelo caminho, permitirá (em condições óptimas) ir de 0 a 80% em 23 minutos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O tempo consumido pelo Model S Long Range para percorrer os 1000 km foi registado em Setembro de 2020, com um modelo que ainda não recarregava a 250 kW, ao contrário do que acontece com os actuais e numa época em que a rede de Superchargers da Tesla não incluia carregadores V3, que carregam a 250 kW, mas apenas V2, limitados a 150 kW.

De referir que, num vídeo prévio ao live streaming da prova, Bjørn Nyland esclareceu que há muito que queria fazer este teste dos 1000 km com o Porsche Taycan, cuja base é a mesma do Audi e-tron GT. Todavia, ao que diz, a troca de emails com a marca de Estugarda acabou por levá-lo a desistir de insistir no contacto, dada a alegada falta de interesse do construtor de Estugarda em submeter-se a este tipo de desafio.