Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

É o maior arranha-céus da União Europeia. O edifício, que demorou 17 anos a ser construído, situa-se em Benidorm, na Espanha, e soma 187 metros de altura. O InTempo, assim se chama, é constituído por duas torres gémeas que se ligam no topo com uma ponte em forma de diamante. Tem também o elevador mais rápido de Espanha: chega ao 47º andar em menos de um minuto.

Os apartamentos rondam os 257.000 euros, mas o preço de uma penthouse pode chegar aos 2 milhões de euros. Benidorm sofreu, inevitavelmente, impactos significativos no que toca a visitantes estrangeiros, tal como muitas cidades por todo o mundo. Mas mesmo em tempos pandémicos, segundo o promotor Uniq Residential, citado pelo The Guardian, 100 dos 256 apartamentos da InTempo já foram pré-vendidos: 60% para cidadãos espanhóis e os outros 40% para russos, escandinavos, alemães e também belgas.

O atual proprietário do arranha-céus é a empresa SVPGlobal, que pagou 60 milhões de euros para obter as dívidas do prédio Sareb — conhecido como o “banco mau” — que nasceu para limpar as dezenas de milhares de propriedades inacabadas, após a bolha imobiliária na Espanha, que estourou em 2008.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR