Obrigado por ser nosso assinante. Beneficie de uma navegação sem publicidade intrusiva.

O líder da Tesla, o multi-milionário Elon Musk, anunciou na noite de quinta-feira que “algures no próximo ano” a empresa irá apresentar o primeiro protótipo do “Tesla Bot“, um robô humanóide que, através do recurso a tecnologias de Inteligência Artificial, poderá ajudar “eliminar os trabalhos perigosos, repetitivos ou aborrecidos” que hoje são feitos por humanos. E será “amigável”, garantiu Elon Musk.

O empresário (que prefere ser tratado por engenheiro) há vários anos tem alertado que os Estados têm de regular a Inteligência Artificial, porque esta poderá ser “a maior ameaça para a existência da civilização humana”. Disse, aliás, que os governos não podem esperar até haver “robôs a matar pessoas na rua” para avançar com regulação.

Porém, enquanto isso não acontece, a Tesla anunciou que vai em breve posicionar-se no segmento dos robôs humanóides – algo que não é um salto assim tão grande para a Tesla, disse Elon Musk, porque a empresa já coloca nas estradas “robôs semi-sencientes” que são os seus carros.

Muitas das tecnologias que são usadas nos carros, desde sensores, redes neurais, baterias, entre outras, vão servir de base também para o Tesla Bot, indicou Elon Musk numa apresentação que começou com uma brincadeira: um humano surgiu em palco, antes de Elon Musk, movendo-se de forma robótica e vestindo as cores que o verdadeiro Tesla Bot deverá ter. Só quando a personagem começou a dançar é que a audiência percebeu que não era um verdadeiro protótipo que ali estava – “aquilo era falso, mas o Tesla Bot será real“, afirmou Elon Musk, ao microfone.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Tesla Bot será concebido para viver num mundo construído para os humanos, será “amigável, claro”, e poderá livrar as pessoas de tarefas “perigosas, repetitivas ou aborrecidas”. É uma tecnologia que poderá ter um impacto “profundo” nas economias, asseverou Elon Musk, não revelando quaisquer informações sobre quando este produto poderá ser vendido (e a que preço).

Apenas se indicou que o robô terá um ecrã no “rosto”, para mostrar informação útil, terá uma altura de 1,76m, um peso de 57kg, capaz de transportar pesos até 20kg, aproximadamente. E, apesar de garantir que será “amigável”, Musk garantiu que “será fácil fugir” do robô – que deverá mover-se a uma velocidade média de 8 km/h – e será possível “dominá-lo” pela força.

“Não que isso venha a ser importante, mas nunca se sabe…”, afirmou Elon Musk, arrancando risos da audiência que conhece as declarações anteriores do empresário sobre os perigos deste tipo de tecnologia. “Quem conseguir correr a mais de 8 km/h não terá qualquer problema”, garantiu.

Elon Musk: “Temos de regular a Inteligência Artificial antes que seja tarde demais”