A mulher mistério que apareceu numa rocha na Croácia sem documentos nem memória ou telemóvel já foi identificada pela polícia do país. Trata-se de Daniela Adamcova, de 57 anos. A sua identidade foi confirmada através de amigos e conhecidos, da Croácia e da Eslováquia, que a reconheceram numa fotografia partilhada na segunda-feira.

Mulher encontrada ferida em ilha da Croácia diz que não sabe como se chama ou como lá chegou

A identidade de Adamkova foi, também, confirmada por fontes nos Estados Unidos, país onde a mulher eslovaca vendia joias, a celebridades como Brigitte Bardot e Barbra Streisand, e o seu trabalho apareceu na série de televisão Friends, afirma o The Guardian.

Adamkova foi encontrada, no dia 12 de setembro, na ilha de Krk, sentada numa rocha perto do mar, numa parte remota da ilha. As autoridades afirmaram que Adamkova falava inglês fluentemente, mas não tinha consigo documentos de identificação ou telemóvel.

Daniela Adamkova encontrava-se “desidratada e confusa”, dizem os policias que a encontraram acrescentando que a eslovaca terá passado mais do que uma noite numa área remota, conhecida por ter ursos e javalis selvagens.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

De acordo com as autoridades crotas, a mulher estava a responder bem ao tratamento administrado no hospital de Rijeka.

De acordo com Nina Smidt, conhecida de Adamkova, Daniela trabalhou, em 2015, numa empresa gerida por Smidt, tendo sido colocada no cargo por uma organização sem fins lucrativos que ajuda pessoas sem abrigo a encontrar emprego.

Uma revista da sua cidade natal de Trenčín, que Adamkova abandonou em 1984 para estudar design nos EUA, publicou um perfil da eslovaca, onde a descreve como uma designer de joalharia de sucesso, que vendeu artigos a várias estrelas. Adamkova disse que entrou no mundo do entretenimento através do seu marido, que era produtor de cinema.

O casal divorciou-se, mais tarde, em 2000, e Daniela Adamkova voltou para a Eslováquia, onde ficou até 2008. Voltou ainda para os Estados Unidos, e viveu na Irlanda entre 2015 e 2018, ano em que voltou, de novo, para o seu país.

Adamkova foi encontrada por um pescador que não conseguia ajudá-la, e, portanto, alertou a polícia, que enviou uma equipa especial de resgate.