762kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

De palavra em palavra, pelas histórias do Centro de Portugal

Através das histórias de cada livro, somos capazes de viajar e conhecer cantos e recantos. Sabia que o Centro de Portugal está recheado de rotas literárias, capazes de fazer as delícias dos leitores?

Pegar num livro é carregar nas mãos histórias, pessoas e situações que nos acompanharão pela vida fora. No entanto, para os amantes de literatura, nem sempre é fácil responder à pergunta: “qual é o teu livro favorito?”. Isto porque há a possibilidade de vários nos terem marcado e de ser difícil optar apenas por um. O mesmo irá acontecer quando se atrever a descobrir os Roteiros Literários que o Centro de Portugal tem para lhe oferecer.

Se é verdade que a literatura nos transporta para outros lugares – por vezes longínquos e fantasiosos -, estes roteiros vêm transformar essa experiência em algo real e palpável. Estes percursos permitem conhecer locais e espaços mencionados em obras literárias, bem como vivenciar esses ambientes e percorrer as famosas cidades. Casas-Museu, por exemplo, são paragens obrigatórias para se mergulhar naquilo que foram as fontes de inspiração de nomes como Luís Vaz de Camões, Eça de Queirós, José Saramago… a lista é longa.

Junte ao seu roteiro estas 8 Casas-Museu

Mostrar Esconder

Porque conhecer os nossos escritores nunca será demais, não deixe de visitar:

  • Casa-Museu Vasco de Lima Couto, em Constância;
  • Casa-Museu Afonso Lopes, em São Pedro de Moel;
  • Casa-Museu Fernando Namora, em Condeixa-a-Nova;
  • Casa-Museu Miguel Torga, em Coimbra;
  • Casa da Escrita, em Coimbra;
  • Casa-Museu Egas Moniz, em Estarreja;
  • Museu Júlio Diniz, em Ovar;
  • Casa da Poesia Eugénio de Andrade, no Fundão.

Comecemos pela Rota do Elefante

A escrita do livro “A viagem do Elefante”, um ano antes da sua morte, levou José Saramago a viajar até Figueira de Castelo Rodrigo, percorrendo as suas paisagens em busca de inspiração. Entre aldeias históricas, monumentos e gastronomia de excelência, este foi o roteiro que Saramago realizou para o seu protagonista.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Pecado é não visitar a Rota d’O Crime do Padre Amaro

Apresentado pelo próprio, este é um roteiro de noventa minutos que dará a conhecer todos os lugares com ligação à obra. Em Leiria, a viagem começa na Praça Rodrigues Lobo, passa pela Igreja da Misericórdia, pela Casa do Arco, continua pela Travessa da Tipografia, pela Torre Sineira e termina no Miradouro Ernesto Korrodi. Se é amante da escrita deste grande nome da literatura portuguesa, nada como trazer o livro consigo e aproveitar que já aqui está para desfrutar de toda a experiência. Porque não, depois da Rota, sentar-se numa esplanada e terminar a tarde perdido nas páginas desta história?

Pelos caminhos de um dos maiores autores do século XX: Eugénio de Andrade

Prémio Camões em 2001, Eugénio de Andrade é um nome incontornável da literatura. Desde “As Mãos e os Frutos”, sua obra de estreia, a “Os Amantes Sem Dinheiro”, os “Lugares do Lume”, “À Sombra da Memória”, entre tantas outras obras, os seus livros foram traduzidos em muitos países e ao longo da sua carreira foi distinguido com inúmeros prémios. A Casa da Poesia Eugénio de Andrade, situada na Póvoa da Atalaia – lugar onde nasceu, no concelho do Fundão -, é paragem obrigatória para qualquer amante de literatura. Este que é um espaço totalmente dedicado à obra e vida do poeta, permite ao visitante ficar a conhecer muito do espólio do autor, bem como alguns dos seus manuscritos.

  • Constância
  • Abrantes
  • Fundão

Os caminhos da contemporaneidade

A verdade é que hoje, locais visitados por escritores e poetas mais antigos, são também habitados e visitados por grandes nomes da literatura contemporânea. Abrantes, Constância e Sardoal, por exemplo, são localidades que serviram de inspiração para nomes como António Botto, Luís de Camões ou Gil Vicente. Mas não só. Este vasto território do Médio Tejo é também o cenário da obra de ficção literária “Onde”, de José Luís Peixoto. A sequência narrativa que aí nos é apresentada, pode ser acompanhada ao longo de 62 estruturas e acaba por ser, ainda, um verdadeiro roteiro turístico. Se precisava da desculpa perfeita para tirar este livro da sua lista to be read, aproveite este roteiro para o fazer!

Uma viagem até à Guarda

Conhecido por ser “senhor de uma mente inquieta”, Eduardo Lourenço é o escritor, e nome, que associamos a esta região? este distrito. Dedicado a temas tão diversos como a literatura ou a política, mantém a sua ligação à Guarda, desde a infância até à idade adulta. Hoje, no âmbito do programa de visitas guiadas, turistas e visitantes, têm a possibilidade de descobrir os recantos da cidade que, até agora, apenas pertenciam às memórias do escritor. E se até aqui chegou, aproveite a viagem para conhecer, ainda, o Roteiro Vergiliano – um percurso temático que tem como tema central a literatura de Vergílio Ferreira.

É tempo de passar pela Marinha Grande

Com o objetivo de dar a conhecer o património marinhense, bem como os grandes nomes da literatura local e nacional, é no Museu Joaquim Correia que poderá realizar visitas literárias de forma gratuita. Cada uma das visitas, de caráter itinerante, dá a conhecer a vida e obra de grandes autores, retratados por Joaquim Correia. Nomes como Gil Vicente, Luís de Camões, Camilo Castelo Branco, Eça de Queirós ou Fernando Pessoa são alguns dos escritores que poderá ficar a conhecer ainda melhor. Estas visitas têm a particularidade de juntar duas grandes vias de expressão artística: a literatura e o teatro, levando o leitor – e visitante – a ficar completamente submerso naquelas histórias. É o chamado “2 em 1” da cultura: daqui, só é possível sair a ganhar!

Nelas…de António Lobo Antunes

Nascido em Lisboa, em 1942, é em Medicina, como médico psiquiatra, que António Lobo Antunes começa o seu percurso. As letras e as histórias chegam mais tarde. E é nos seus livros de crónicas que começamos a ouvir falar em Nelas, a famosa localidade onde eram passadas as férias, na infância, em casa dos avós maternos. Numa viagem recheada de memórias, é através de um roteiro, que conjuga as palavras do autor com o património arquitetónico e as histórias locais, que conhecer esta localidade se torna possível. São 14 os pontos de paragem e muitas as memórias.

“Quando os Lobos Uivam”…sabemos que chegámos a Vila Nova de Paiva

Muito presente na literatura de Aquilino Ribeiro, um dos grandes autores da língua e da literatura portuguesa, é impossível falar-se em roteiros literários sem se colocar na lista de paragens o Roteiro Aquiliano, em Vila Nova de Paiva. A sua obra é vasta e é nela que cultivou todos os géneros literários. E o seu impacto foi tão forte que, em 2007, e por votação unânime da Assembleia da República, o seu corpo foi depositado no Panteão Nacional, em Lisboa. Mas é em Vila Nova de Paiva que poderá ficar a conhecê-lo melhor e, quem sabe, a render-se à sua obra, se esse ainda não for o caso.

As delícias para leitores e escritores: os festivais literários

Mostrar Esconder

Se é amante de livros e literatura, não pode perder:

  1. Festival Literário de Alcanena – FALA;
  2. Festival Literário e de Cinema de Alcobaça – Books & Movies;
  3. FRONTEIRA – Festival Literário de Castelo Branco
  4. Festival Literário de Fátima – TABULA RASA;
  5. Festival Literário Internacional de Óbidos – FOLIO;
  6. FLO | Festival Literário de Ovar
  7. GIGANTES INVISÍVEIS – Encontro Literário Para Os Mais Novos Leitores – abril
  8. A Semana Cultural em Manteigas – MANTA;
  9. Festival Literário de Nelas – ELOS;
  10. Miscellanea – Festival Literário de Pedrógão Grande
  11. A Maratona de Leitura, na Sertã.
  12. Festival Literário de Manhouce, em São Pedro do Sul.
  13. TRADIDANÇAS – Carvalhais – São Pedro do Sul

Que Portugal é um país recheado de muita cultura, já todos sabíamos. A certeza é a de que, agora, já não existem desculpas para não ler. Estes são os roteiros perfeitos para amantes de literatura, para fãs de viagens e para amigos ou família que ainda precisam de descobrir a verdadeira magia de se pegar num livro e de nos deixarmos levar – e viver – pelas suas histórias. Faça uma seleção dos seus livros favoritos e traga-os nesta viagem ao Centro de Portugal. Mas guarde um espacinho extra na sua mala, porque será difícil não ter vontade de voltar para casa com ainda mais histórias para ler!

Vote no jornalismo independente.

Assine o Observador com 45% de desconto.

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver oferta

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.