Comércio

“Just Walk Out”. O primeiro supermercado da Amazon onde basta pegar nas compras e sair

224

A Amazon quer conquistar o mercado alimentar. Como fazê-lo? Com um supermercado onde basta tirar os produtos das prateleiras e sair porta fora. A conta chega por smartphone. Veja o vídeo - é incrível.

A maior retalhista eletrónica do mundo está a preparar o seu primeiro supermercado físico, baseado na tecnologia “Just Walk Out”. Que significa isto? Os consumidores podem pegar nos bens que querem levar para casa e sair sem pagar, evitando filas de espera.

O modo de funcionamento é simples. Os consumidores têm apenas de descarregar uma aplicação e passar um código de barras por um scanner ao entrarem na loja. Depois, vão retirando os produtos de que necessitam das prateleiras enquanto os sensores instalados na loja detetam quais os bens que estão a ser escolhidos. Quando saem da loja, recebem a fatura no telemóvel.

A tecnologia recorre a sensores e a algoritmos de inteligência artificial, o mesmo tipo de tecnologia que é utilizada pelos carros autónomos, explica a Amazon.

Há cerca de quatro anos que a Amazon prepara o lançamento deste supermercado, numa estratégia de instalação de lojas físicas que já levou à inauguração de uma livraria em Seattle, cidade-berço da gigante do comércio eletrónico, a que se seguiram dois outros projetos, em Portland e em San Diego.

A Amazon Go corresponde a uma estratégia da retalhista para aumentar a presença no mercado do retalho alimentar, do qual controla apenas 1% nos Estados Unidos, oferecendo um serviço de entrega ao domicílio (Amazon Fresh) e outro que promete a entrega dos produtos encomendados numa hora (Prime Now). A Amazon também está a dar os últimos retoques em duas mercearias drive-in, em Seattle, através das quais os consumidores pedem os bens numa aplicação e depois vão buscá-los sem ser preciso saírem do carro.

Apesar de um número crescente de pessoas comprar e estar disposta a comprar no futuro comida online, sabemos que existem pessoas que nunca se vão sentir confortáveis com a ideia”, garante o analista John Blackledge, ao The Financial Times.

A Amazon Go abriu nesta segunda-feira, na baixa de Seattle, para aos colaboradores da Amazon que estão a proceder a testes ao funcionamento da loja. Só no início de 2017 abrirá ao público. Para já, o supermercado apenas vende comida pré-preparada.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site