Futebol

Pedro Martins adianta mudanças no ‘onze’ do Vitória de Guimarães frente ao Feirense

O treinador do Vitória de Guimarães, Pedro Martins, admitiu dar oportunidade a jogadores menos utilizados ao longo da época diante do Feirense, no sábado.

O Vitória de Guimarães, quarto classificado, com 62 pontos, recebe o Feirense, oitavo, com 45, pelas 18:15 de sábado, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães

OCTAVIO PASSOS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O treinador do Vitória de Guimarães, Pedro Martins, admitiu hoje dar oportunidade a jogadores menos utilizados ao longo da época diante do Feirense, no duelo da 34.ª e última jornada da I Liga portuguesa de futebol, no sábado.

O técnico da formação vimaranense, que encerra, em casa, o campeonato, mas não a época – disputa a final da Taça de Portugal com o Benfica, a 28 de maio, no Jamor -, explicou que vai, no jogo com a turma fogaceira, premiar “gente que trabalhou muito” e não foi um “rosto tão visível” da “caminhada” rumo ao quarto lugar e à Liga Europa, embora não divulgue os nomes que possam compor o ‘onze’.

“Tiveram um empenho e uma dedicação extraordinária, o que fez com que os outros fossem obrigados a trabalhar mais, a transcenderem-se, a serem competitivos. É importante realçar os que não jogaram, mas tiveram um comportamento tão importante como os que jogaram”, disse, na conferência de antevisão ao jogo agendado para as 18h15 de sábado.

Os vitorianos partem para o último desafio da I Liga com a hipótese de ultrapassarem os 62 pontos que têm atualmente e de quebrarem o máximo histórico do clube, que data da época 1995/96, e Pedro Martins frisou que é “importante” bater recordes num clube com “95 anos de história”, embora tenha frisado a necessidade de conseguir um “bom resultado” e, ao mesmo tempo, de “proporcionar um bom espetáculo”.

Está toda a gente preparada para um jogo que tem características diferentes, visto que, quer uma, quer outra equipa já conseguiram os objetivos. Portanto, é um jogo de prazer. Também é necessário este tipo de jogos. Queremos vencer para dedicar a toda a gente pela época absolutamente fantástica”, adiantou.

O técnico vimaranense considerou que o Feirense, oitavo classificado, com 45 pontos, é o adversário “ideal” para a despedida da sua equipa, tanto por ter lá as “raízes”, como pela “segunda volta fantástica”: a equipa fogaceira, sob o comando do técnico Nuno Manta Santos, é, até agora, a quinta melhor do campeonato nesse período, com 30 pontos, menos um do que os vitorianos.

O Nuno [Manta Santos] está de parabéns. É a primeira vez que o Feirense se consegue manter na I Liga, depois de cinco subidas. Foi a grande revelação deste campeonato, visto que, à 14.ª jornada, estava numa situação difícil. Parabéns a toda a estrutura e ao Nuno”, considerou.

Questionado sobre a necessidade de retificar a goleada de 5-0 sofrida na ronda anterior, perante o Benfica, Pedro Martins assumiu a “responsabilidade” e afirmou que a “equipa já se levantou” de um “dia mau”, estando preparada para mostrar a “imagem” dada ao longo da época no sábado.

O Vitória de Guimarães, quarto classificado, com 62 pontos, recebe o Feirense, oitavo, com 45, pelas 18:15 de sábado, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site