Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O indicador de sentimento económico na zona euro registou uma melhoria de 0,7 pontos em maio, ao subir para 102,7, depois de ter registado uma deterioração em abril.

Este desempenho foi sustentado pelos progressos registados na confiança dos consumidores, bem como pelos gestores dos setores da indústria e da construção, de acordo com os dados divulgados nesta quarta-feira pela Comissão Europeia.

Espanha, Itália, Alemanha e Holanda foram, entre as maiores economias da zona euro, os países em que o indicador de sentimento económico assinalou as subidas de maior amplitude. Em França, o indicador denunciou uma evolução negativa entre abril e maio.

Entre os 28 Estados membros da União Europeia, o indicador de sentimento económico estabilizou no período considerado. A subida foi menos intensa do que na zona euro, com o indicador a progredir 0,2 pontos.

 

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR