Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O socialista João Soares disse esta sexta-feira que não se revê “de maneira nenhuma” no artigo de opinião escrito pelo pai para o jornal Público, e considera o mesmo um “disparate”. Crítica que fez com “toda a ternura”.

“Eu queria com toda a ternura dizer que não me revejo de maneira nenhuma naquele artigo que o meu pai escreveu hoje e que acho aquilo um disparate tão grande como aquilo que o António Costa está a fazer, que é uma coisa que faz mal ao partido”, disse João Soares na TVI 24.

Para João Soares, a atual situação do Partido Socialista, que foi provocada por António Costa, “disfarça aquilo que foi uma derrota clara da direita nestas eleições europeias”.

Num texto de opinião disponível no Público online na quinta-feira à noite, o fundador do PS afirma categoricamente: “Ainda bem que António Costa resolveu disponibilizar-se e que avançou para se bater pelo PS”. Mário Soares vinca que a posição de António Costa “foi um ato de grande coragem” e afirma o seu apoio ao atual presidente da Câmara de Lisboa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR