Era uma promessa antiga da coligação, mas até 2015 vai concretizar-se. Os britânicos vão poder destituir os deputados condenados em tribunal até a um ano de prisão ou os que a Câmara dos Comuns considere terem uma conduta imprópria.

O anúncio foi feito pela rainha Isabel II, que anualmente divulga o programa do Governo para a próxima legislatura no Palácio de Westminster.

A partir do próximo ano, os britânicos vão poder convocar eleições para substituir determinado deputado que tenha sido condenado por tribunal com pena até um ano de prisão ou então que tenha visto a sua conduta reprovada pela Câmara dos Comuns. Para isto acontecer, serão necessárias as assinaturas de 10% dos eleitores do círculo que elegeu o deputado de modo a convocar uma eleição intermédia.

Embora algumas medidas já tivessem sido apresentadas pelo ministro das Finanças, George Osborne, ao apresentar o orçamento, a rainha deu algumas novidades. Isabel II anunciou ainda que os sacos de plástico vão passar a ser cobrados nas grandes superfícies comerciais para reduzir o lixo, vai ser posto em prática um plano para incentivar o setor da construção e vai haver maior liberdade para permitir a exploração dos recursos naturais do Reino Unido. Esta medida enfrentará oposição no Parlamento, já que implica não só o aumento da exploração de gás e petróleo no Mar do Norte, mas também uma maior aposta na energia geo-termal e do gás de xisto.