O selecionador português, Paulo Bento, disse hoje que terá de encontrar alternativas para as ausências que tem tido na preparação para o Mundial 2014 e que quer potenciar os outros jogadores que tem no plantel.

Sem querer acrescentar qualquer dado em relação aos estados físicos de Cristiano Ronaldo e Pepe, que, tal como Raul Meireles, têm estado afastados do trabalho de grupo, Paulo Bento disse que a reintegração dos jogadores será feita “como sempre na Federação Portuguesa de Futebol, com o jogador, com o departamento médico” e com ele próprio.

“Todas as ausências limitam o nosso trabalho em termos gerais. Aquilo que qualquer treinador quer é ter todos os jogadores disponíveis. Não tem sido possível com alguns deles, temos de procurar soluções para contrariar essas adversidades, potenciar da melhor maneira os jogadores que temos e procurar outras alternativas, dentro do nosso figurino habitual ou como na Grécia com um alternativo”, disse.

Na conferência de imprensa de antevisão do particular com o México, na sexta-feira, em Foxborough, Massachussetts, Paulo Bento foi várias vezes confrontado com o estado de saúde de Ronaldo, mas disse que só o poderia explicar melhor do que já tinha feito se falasse “mais alto”.

“Nós continuaremos a abordar todas as situações adversas tendo em conta algo que é essencial para nós, que é o estado físico, a saúde. Quando estiverem em condições de treinar, competir, logo anunciaremos. Até lá, mais do que lamentar, temos de criar soluções para competir da melhor maneira possível, como fizemos com a Grécia”, afirmou.

Sobre a possível falta de ritmo de Pepe, que não joga desde 7 de maio, Paulo Bento diz que se está “a falar de um jogador que fez uma época de uma qualidade tremenda e um número de jogos elevados”.

“Temos de observar e decidir qual o momento em que o integramos no treino em termos coletivos e depois ver se está em condições de competir”, afirmou.