Uma marca de óculos francesa ficou revoltada com a mais recente escolha de Hollande para ver melhor e ao descobrir que a nova armação de óculos do presidente é dinamarquesa, enviou-lhe um par manufaturado em França. “O senhor presidente é um vetor importante da imagem da França no mundo e a sua escolha de armação pode significar que nenhuma empresa francesa satisfez as suas exigências” avisaram os oculistas em carta enviada ao Eliseu, acompanhando os novos óculos de Hollande.

Desde o fim de junho que o presidente francês tem uma nova armação de óculos e até aqui nada de especial, mas os donos da Roussilhe, que produz armações de óculos perto de Nantes, descobriram que a aquisição do presidente não é nacional, é dinamarquesa. Ora, esta empresa – os franceses são conhecidos por defenderem o produto nacional -, não ficou satisfeita com esta escolha e já tratou de lhe enviar uma nova armação. Os novos óculos chegaram ao Eliseu no dia 5 de julho e aguarda-se agora a reação do presidente.

“Ao usar os nosso óculos, vai tornar-se o embaixador da fabricação francesa de armações e assim, dar testemunho do nosso dinamismo, não só em França, mas também no estrangeiro. Um verdadeiro impulso para as pequenas e médias empresas como a nossa, e o verdadeiro reconhecimento do savoir faire francês” lê-se na carta enviada juntamente com os óculos pelos donos da Roussilhe e divulgada pela AFP (Agence France-Presse).