Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O realizador Michael Moore divorciou-se de Kathleen Glynn com quem estava casado há 22 anos, noticiou a BBC esta quinta-feira. E ficou-se a saber o vasto património do realizador de cinema, conhecido pelas suas posições anti-capitalistas.

Segundo a Business Insider, a fortuna de Michael Moore está avaliada em milhões de dólares e que o realizador tem nove propriedades. Uma das maiores lutas entre o casal terá sido pela mansão de Torch Lake, no Michigan, que vale cerca de dois milhões de dólares.

O processo de divórcio foi iniciado em junho do ano passado e no processo Moore dizia que a sua relação com Kathleen se tinha rompido, não havendo nenhuma probabilidade de que o casamento pudesse ser preservado.

O porta-voz de Moore disse que o antigo casal chegou a “um acordo de divórcio mútuo e amigável”. A Business Insider afirma, no entanto, que a separação foi amarga e que Moore e Glynn lutaram pela riqueza partilhada.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O realizador que assinou os filmes “Bowling for Columbine”, “Fahrenheit 9/11,” e “Capitalismo: Uma História de Amor”, é conhecido por pelas posições anti-capitalistas e por defender os mais desfavorecidos.