Os portugueses gastaram 441 milhões de euros em reparações e substituições de smartphones nos últimos sete anos, segundo um estudo divulgado esta quinta-feira por uma empresa norte-americana de reparação tecnológica.

Esta é uma das conclusões de um estudo europeu sobre acidentes com smartphones feito pela Square Trade, que afirma também que “28% dos portugueses com estes telemóveis inteligentes estragaram-nos nos últimos dois anos e que 4% ainda têm o telefone com o ecrã partido”.

O estudo aponta ainda que a maior parte dos acidentes com estes equipamentos acontece em casa (51%), enquanto um quinto dos problemas foram causados por outra pessoa que não o proprietário. Quase 60% dos donos de smartphones tiveram de esperar mais de uma semana pela reparação do equipamento, indica ainda.

Os responsáveis por este estudo admitem ainda que os donos de animais são mais propensos a ter um acidente com o seu equipamento (81%).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Inquérito sobre Acidentes com Smartphones na Europa da SquareTrade foi realizado em agosto de 2014, utilizando os programas online RearchNow e Qualtrics. Os dados foram recolhidos junto de mais de 13.000 utilizadores de smartphones em toda a Europa, incluindo Portugal.