O treinador português José Mourinho revelou que rejeitou dois convites para treinar o campeão francês de futebol, Paris Saint-Germain, numa entrevista ao programa Teleffot do canal francês TF1, difundida hoje.

“Eu conhecia o projeto do PSG antes de ele se iniciar. Porque sei que o posso dizer, eu era a primeira escolha para ir com o Leonardo [diretor desportivo]”, disse.

Mourinho adiantou que o primeiro convite surgiu em 2011, antes da chegada de Carlo Ancelotti, para o lugar de quem voltou a ser abordado em 2013, quando o italiano ocupou o seu cargo no Real Madrid.

“Pensei muito sobre isso, mas tinha o Real Madrid na primeira vez e um regresso ao Chelsea na segunda vez”, referiu.

Sobre uma possibilidade de algum dia assumir o comando dos parisienses, Mourinho diz que está num clube em que é desejado, mas sabe que “haverá um dia em que Abramovich [dono do Chelsea] virá e dirá: ‘José está acabado'”.

“Ser campeão com o PSG não é nada de outro mundo. Ser campeão em Inglaterra é fantástico para todos, porque é muito difícil”, referiu Mourinho, que, contudo, elogiou o campeão francês.