Portugal encerrou a participação no 7.º Campeonato do Mundo para nadadores com síndrome de Down com a melhor prestação de sempre. A competição que teve lugar em Morelia, no México, garantiu aos portugueses cinco medalhas e 25 lugares entre os oito finalistas, lê-se na página da Associação Nacional de Desporto para a Deficiência Intelectual.

No final do campeonato, que durou cinco dias, Portugal somou duas medalhas de prata, três medalhas de bronze, dois recordes do mundo, quatro europeus e quatro nacionais. O primeiro dia valeu a primeira medalha de prata a João Vaz, do Sporting Clube de Portugal, na prova de 400 metros estilos Trissomia 21, perdendo por oito segundos para o australiano Stephen Donovan – uma das 46 medalhas que a Austrália conseguiu arrecadar. A segunda medalha para o português veio no último. Mas uma das atletas em destaque é Diana Torres, do Clube de Desporto Adaptado do Porto, que bateu quatro recordes internacionais e conseguiu duas medalhas de bronze.

Entre os resultados dos atletas portugueses contam-se:

João Vaz, Sporting Clube de Portugal:
2º lugar, 400 metros estilos
2º lugar, 200 metros bruços

Diana Torres, Clube de Desporto Adaptado do Porto:
3º lugar, 100 metros costas – Recorde do Mundo de Júniores
3º lugar, 200 metros costas – Recorde da Europa de Júniores
– 6º lugar, 400 metros estilos – Recorde do Mundo de Júniores
– 50 metros livres – Recorde da Europa de Júniores 

José Vieira, Louletano Desportos Clube:
3º lugar, 200 metros bruços

Filipe Santos, O2 Portimão:
– 100 metros estilos – Recorde Nacional Recorde da Europa (em simultâneo)
– 50 metros mariposa – Recorde Nacional e da Europa Master 1

José Ribeiro, Clube de Natação da Maia:
– 7º lugar, 1.500 metros – Recorde Nacional