O presidente do Novo Banco afastou qualquer ligação das buscas que estão ser feitas a instalações do antigo Banco Espírito Santo (BES) e a instituição que lidera. Em declarações aos jornalistas, Eduardo Stock da Cunha disse que as buscas são um “assunto do BES” e não do Novo Banco.

O Novo Banco está a trabalhar para recuperar os depósitos, conceder crédito e voltar a ser um pilar de financiamento da economia portuguesa. Stock da Cunha manifestou-se confiante na recuperação de valor da instituição que, garantiu, irá cumprir os rácios exigidos pelos reguladores.

As instalações do Novo Banco, criado a partir dos ativos saudáveis do Banco Espírito Santo, terão sido também alvo das 60 buscas que estão a ser realizadas pela Policia Judiciária em empresas, escritórios e residências do universo BES.