O treinador do Basileia, Paulo Sousa, considerou nesta terça-feira que os suíços vão ser a equipa que “mais problemas” vão criar ao FC Porto na Liga dos Campeões de futebol, assumindo uma postura de “risco” na quarta-feira.

“O FC Porto é uma das três equipas que ainda não perdeu na Liga dos Campeões, a par do Chelsea e do Real Madrid. Tem 19 golos marcados e quatro sofridos, o que mostra uma equipa forte ofensiva e defensivamente. Ainda assim, estou confiante de que vamos ser a equipa que mais dificuldades lhes vai criar”, vincou, antevendo o desafio em casa, na primeira mão dos oitavos de final.

Paulo Sousa acredita que este “vai ser um jogo muito difícil” e que vai “exigir muito” da sua equipa, porém, recorda que é um “sentimento super especial estar a competir entre os 16 melhores da Europa” e que o seu grupo de trabalho quer continuar a surpreender.

“Vamos ter momentos em que o FC Porto nos vai pressionar, ter uma ou outra situação em que vai ter alguma vantagem, mas tenho a certeza de que vamos sair da pressão e criar problemas, pois somos equipa com uma base de princípios de personalidade e risco, de protagonismo. Queremos ser protagonistas. Vamos querer ganhar terreno para podermos estar várias vezes perto da baliza do adversário, para criarmos situações de golo e concretizarmos mais do que o FC Porto”, referiu.

Paulo Sousa falou do conhecimento que tem do FC Porto e elogiou o “grande talento” do plantel, desvalorizando o facto de boa parte dos futebolistas terem chegado esta época, tal como o treinador espanhol Julen Lopetegui.

“Mas a base cultural e de filosofia de jogo está bem enraizada no clube há anos. Há muito padrão. E estão em crescimento de dinâmicas. Ainda assim, queremos, acima de tudo, ter decisões individuais e coletivas que nos permitam ganhar o jogo”, sublinhou.

O treinador português deixou a garantia de que o Basileia vai “manter os princípios e filosofia” que norteiam o seu jogo, no seu entender a única forma de ser “protagonista” neste duelo dos `oitavos´.

Paulo Sousa revelou ainda que toma como seus todos os êxitos internacionais dos clubes portugueses, no entanto, recorda que, desta vez, o FC Porto surge como “adversário”, que vai constituir um “desafio extraordinário” a si e aos seus jogadores, ajudando-os a “crescer”. O Basileia recebe o FC Porto às 19:45 (horas de Lisboa) de quarta-feira, em desafio que será arbitrado pelo inglês Mark Clattenburg.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR