Helicópteros, sushi e um espaço com uma vista impressionante para Lisboa. É isto — mais coisa menos coisa — que pode esperar encontrar no Tagus by Sushic, a recém-inaugurada extensão do Sushic, restaurante de Almada por muitos considerado um dos melhores para comer sushi no país inteiro. Uma afirmação corroborada em Junho de 2013 por uma bloggerjaponesa, que reuniu neste post (aviso: está em japonês) os melhores espaços para comer sushi fora do Japão.

Este novo espaço, uma joint venture com a Quinta do Tagus, uma antiga propriedade familiar reconvertida em turismo de habitação, destaca-se menos pela ementa — quase igual à do Sushic — do que por alguns pormenores que tornam (ou podem tornar) a experiência memorável. Vamos por partes.

Apanhamos o helicóptero?

[jwplatform JAauHf6P]

Há certas ocasiões que merecem mais do que uma simples viagem de carro, metro ou táxi até ao local da refeição. E se a limusina é vistosa mas pouco original, o Tagus by Sushic oferece uma alternativa rápida e à altura, literalmente falando, de qualquer evento importante: o helicóptero. Aproveitando uma parceria que a Quinta do Tagus já tinha com a Lisbon Helicopters, os responsáveis criaram um pacote de 135€ por pessoa que inclui refeição (com menu completo, que inclui bebidas e sobremesas) e uma curta mas bonita viagem de ida e volta, a partir do heliporto de Algés, com direito ainda a um aperitivo à chegada ao restaurante. Há, contudo, um constrangimento: o helicóptero não voa de noite, pelo que a oferta está limitada a almoços ou a um serviço de boleia (só de ida) para jantar, caso o horário da refeição o permita. Por mais 70€/pessoa, pode juntar-se ao pacote a dormida no hotel e o pequeno-almoço do dia seguinte.

E esta vista, hein?

Antes de a refeição começar, há tempo e espaço para a contemplação. A vista será garantia de aprovação nas redes sociais.

Fotografias com a vista de Lisboa em fundo são garantia de aprovação nas redes sociais / © Fá‡bio Pinto

Um dos argumentos do Tagus by Sushic é a vista sobre Lisboa. Por enquanto, esta só pode ser apreciada à refeição através dos vidros da esplanada fechada, mas a ideia é que quando o calor chegar as mesas do jardim também possam acolher almoços e jantares. E nada impede, claro, os clientes de se deslocarem até ao relvado ou à piscina para contemplarem devidamente o cenário e tirarem as fotografias da praxe, que granjearão, certamente, likes e comentários em massa nas redes sociais.

Mas o que é que se come?

tagus by sushic, sushi, viagem de helicoptero, lisbon helicopters, tiago pais, fabio pinto, quinta, tejo,

O Tagus by Sushic tem uma carta de sushi em tudo semelhante à da casa-mãe / © Fá‡bio Pinto

Aquele ditado que diz que em equipa que ganha não se mexe existe por alguma razão. E pode, perfeitamente, aplicar-se à restauração. Faz sentido, por isso, que Hugo Ribeiro, responsável pelo muitíssimo bem-sucedido Sushic, não tenha inventado muito no que respeita à carta deste novo espaço. Aliás, nem muito nem nada: a oferta e os preços são iguais aos da casa-mãe, tendo Hugo tirado do menu apenas algumas opções menos pedidas. A carta nova, que o responsável conta apresentar dentro de duas ou três semanas, será tanto de um como de outro espaço. Isto, ressalve-se, no que respeita ao sushi, já que, por estar inserido num hotel, o Tagus by Sushic oferece uma alternativa aos hóspedes menos adeptos de peixe cru e derivados: diversos cortes de carnes com 30, 60 e 90 dias de maturação, para fazer um assador típico em forno de lenha. Essas mesmas carnes maturadas vão ser apresentadas no próximo jantar vínico mensal (50€/pessoa), a ter lugar dia 25 de fevereiro — um hábito do Sushic que agora se transfere para este espaço.

Ok, acabámos de jantar. E agora?

tagus by sushic, sushi, viagem de helicóptero, lisbon helicopters, tejo, comida,

A sala de estar interior do restaurante / © Fá‡bio Pinto

Como está inserido numa propriedade de turismo de habitação, o restaurante não se resume propriamente à sala de refeições. Para um copo antes ou depois da refeição, para tomar café ou até, quem sabe, arriscar uma partida de snooker (embora não seja suposto que o espaço se transforme num salão de jogos), há uma sala interior com aspecto convidativo, como a fotografia pode confirmar, sofás muito confortáveis e até uma lareira, que pode dar jeito em noites mais frias. É bem possível até que este seja o único restaurante de sushi do mundo com lareira. Mas isso só o torna (ainda mais) especial.

Nome: Tagus by Sushic
Morada: Quinta do Tagus, Costas de Cão (Monte de Caparica), Almada
Telefone: 21 191 1965
Horário: Todos os dias das 12h00 às 15h00 e das 19h00 às 23h00
Preço Médio: 35€
Reservas: Aceitam