A Geico, a segunda maior seguradora automóvel americana, tem por hábito presentear quem vê anúncios com pequenas histórias que ostentam a rara capacidade de cruzar humor, inteligência e clareza de mensagem comercial. Um exemplo? Ei-lo:

https://www.youtube.com/watch?v=kCysb4_-4jU

Com uma produção tão assinalável em qualidade como em quantidade, é natural que a seguradora (e sobretudo, muito provavelmente, a sua agência de publicidade – The Martin Agency, de Richmond, na Virgínia) tenha visto muito do que faz ir parar ao cemitério de todos os anúncios que circulam no meio digital – os pre-rolls, ou aqueles empecilhos que surgem no YouTube antes dos vídeos que queremos realmente ver.

É precisamente sobre essa triste condição de anúncios que ninguém quer ver (estudos apontam para uma percentagem 94% de pessoas que faz “Skip Ad” sem pestanejar) que versa a mais recente campanha da Geico. São quatro filmes hilariantes que dizem tudo o que há para dizer nos cinco segundos que todos somos obrigados a ver. “Não pode saltar este anúncio da Geico porque já acabou”, dizem logo a abrir. Depois, continuam por aí fora até ao colapso do espectador por riso descontrolado. Aqui ficam na sua versão original. Imagine-os, se conseguir, a entrar a pés juntos antes dos seus vídeos favoritos.

https://www.youtube.com/watch?v=pvcj9xptNOQ

https://www.youtube.com/watch?v=8Dvx060Rx3g

https://www.youtube.com/watch?v=Xmzm1JCOqtU

https://www.youtube.com/watch?v=vSpGEjdIN1Y

No entanto, esta paródia ao formato publicitário mais odiado de toda a internet conhecida não nasceu com esta campanha. Várias são as marcas que já arriscaram a brincadeira com resultados igualmente interessantes. Recordemos alguns casos.

Nesta campanha a Burger King não fez um, mas dezenas de anúncios:

Uma empresa de advogados especializada em divórcios encontrou o casamento perfeito com o YouTube:

Para poupar trabalho, o VW Beetle faz “Skip Ad” sozinho:

Este anúncio pode salvar um cachorrinho da eletrocução: