O italiano Simone Origone conseguiu bater o recorde mundial de velocidade em esqui, ao atingir os 252,632 km/h. O momento para o livro dos recordes aconteceu esta sexta-feira em Vars, nos Alpes franceses. Os dois recordes anteriores já pertenciam a Origone, mas para o italiano esses não foram suficientes. Aos 35 anos, o atleta quis marcar a história do esqui pela terceira vez e ultrapassou o seu antigo recorde de… 252,454 km/h. Sim, a diferença não chega às duas décimas, mas a velocidade é realmente impressionante.

Devido às condições atmosféricas, o italiano viu-se obrigado a reduzir 25 metros do pico.

Desde 2006 que Simone Origone mantém o recorde de velocidade nesta modalidade desportiva, tornando-se assim “o mais rápido homem não motorizado na Terra”. Ao longo da sua carreira já foi campeão mundial cinco vezes e ganhou o Campeonato do Mundo oito vezes. Quando foi questionado relativamente ao risco que corre em competição, o atleta desvalorizou: “É impossível ganhar uma corrida se tens medo. Certamente, o meu corpo e mente dizem-me ‘tu não devias estar a fazer isto’. Mas para poder ser rápido tens que vencer o medo e forçares-te a ti mesmo para ir lá para baixo.”