Primeiro o medo aterrador, depois a euforia desmedida. O misto de sensações é atribuído a Chris Evans, a estrela de TV e rádio que soma agora ao seu currículo a função “apresentador do Top Gear”. A notícia é avançada pela BBC, canal que transmite o programa, e está a ser partilhada em outros órgãos de comunicação social.

O novo apresentador estará à frente do mais famoso programa de automóveis e vai substituir Jeremy Clarkson, depois de vários incidentes. Recorde-se que Jeremy Clarkson foi afastado do canal britânico depois de ter dito que os grevistas deviam ser fuzilados, de ter chamado “egoístas” às pessoas que se atiram para debaixo de comboios e de ter agredido um membro da produção do programa.

Chris Evans diz que este é o seu “programa favorito de todos os tempos” e, por isso, quer cumprir a tarefa com êxito. “Prometo que vou fazer tudo o que estiver ao meu alcance para respeitar o que foi feito e para continuar o espetáculo”, disse. O comunicador assinou por três anos com a BBC 2.

A notícia contraria o que havia sido anunciado em maio. O Telegraph dava conta que à frente do Top Gear estaria o trio composto pela ex-modelo Jodie Kidd, a “estrela” do programa “Life in Mars” (“Vida em Marte”), Philip Glenister e Guy Martin, apresentador do canal britânico Channel 4. A estação britânica sentiu nas audiências o afastamento de Clarkson, visto que “Top Gear” era o programa mais visto da BBC 2 com 350 milhões de espectadores em todo o mundo. Agora, aposta-se em Evans para ressuscitar o fenómeno.