Hollywood acaba de ganhar um forte candidato ao posto de “solteiro de ouro”, ocupado até então por George Clooney antes do seu casamento em 2014. Os atores Ben Affleck e Jennifer Garner anunciaram esta terça-feira que estão a divorciar-se, em comunicado enviado à imprensa. “Depois de pensarmos muito, tomamos a difícil decisão de nos divorciarmos. Continuamos com o amor e a amizade e o comprometimento de sermos pais dos nossos filhos e pedimos que a privacidade seja respeitada neste período difícil. Este será nosso único comentário neste assunto particular, familiar. Obrigado pela compreensão.”

Os atores estiveram casados durante 10 anos e são pais de Violet, Seraphina e Samuel, de nove, seis e três anos, respetivamente. A história do casal começou durante as gravações do filme “Pearl Harbor” em 2001, mas foi apenas em 2003 durante as filmagens do título “Daredevil” que começaram a sua relação. O casamento veio dois anos depois, nas Caraíbas.

Ben Affleck é conhecido pelas suas relações de grande projeção mediática. Entre 1997 e 2000, esteve com a atriz Gwyneth Paltrow com quem trabalhou nos filmes “A Paixão de Shakespeare” e “Bounce”.

Em 2002, o ator começou a namorar a cantora Jennifer Lopez e tornou-se parte do duo “Bennifer”, apelido dado pela imprensa ao casal. A relação terminou em 2004 e rendeu os filmes “Gigli” e “Jersey Girl” e o vídeo para a canção “Jenny from the Block” de Jennifer Lopez, no qual criticavam os paparazzi e os media pela falta de privacidade.

Considerado um dos 10 homens mais sexy do mundo de acordo com a revista People, o ator de 42 anos lidera a lista de atores mais bem pagos da indústria cinematográfica, com um lucro total de 52 milhões de euros, entre filmes, licenciamento de marcas com o seu nome e outros investimentos, segundo aponta a revista. A sua participação no filme “Batman vs Superman: Dawn of Justice” como o homem morcego deverá mantê-lo no posto.