A queda de uma placa de cimento nas obras de construção da futura Unidade de Saúde Familiar (USF) de Abrantes provocou esta tarde dois mortos, disse à Lusa fonte dos bombeiros locais.

“Uma placa de cimento caiu em cima dos trabalhadores cerca das 18h tendo provocado um morto. Um outro trabalhador ficou ferido com gravidade, tendo sido transferido em paragem cardiorrespiratória para o hospital de Abrantes”, disse à Lusa o comandante dos bombeiros de Abrantes, António Manuel. A vítima ferida faleceu entretanto.

“Foram feitas sem sucesso as manobras de reanimação tendo o óbito sido declarado poucos minutos depois no Serviço de Urgências do Centro Hospitalar do Médio Tejo, na unidade hospitalar de Abrantes”, disse à Lusa fonte daquela unidade.

O novo equipamento, que está a ser construído na Rua Nossa Senhora da Conceição, no centro da cidade, conta com três pisos e estava em fase final de construção, estando prevista a sua conclusão até final do ano.

Um primeiro piso está destinado a sediar uma Loja do Cidadão, o rés-do-chão visa instalar a USF, e um piso subterrâneo está destinado ao estacionamento de 40 veículos ligeiros.

A nova Unidade de Saúde Familiar (USF) de Abrantes, com um investimento total de 1.359.081,18 euros – uma parceria da Câmara de Abrantes, da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e do Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo (ACES) – está a ser construída na antiga rodoviária, no centro da cidade.

A última visita aos trabalhos de construção aconteceu no passado dia 15 de maio, tendo marcado presença a presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, a diretora do ACES do Médio Tejo, Sofia Theriaga, e Luís Pisco, vice-presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.

A nova Unidade de Saúde Familiar de Abrantes vai substituir o centro de saúde instalado no edifício do hospital Manuel Constâncio.