Milhares de migrantes, a maioria refugiados sírios, estão este domingo a atravessar os territórios da Macedónia e Sérvia, com o objetivo de chegar à União Europeia, depois de estarem dias retidos na fronteira grega.

O movimento de pessoas começou na Macedónia no sábado, quando o país abriu as suas fronteiras com a Grécia, permitindo que milhares de pessoas viajem para o norte da Sérvia, com o objetivo de chegar à Hungria, que pertence à União Europeia.

A fronteira na Macedónia só foi aberta depois de cenas dramáticas que ocorreram no sábado, quando milhares de migrantes, inclusivamente com crianças, forçaram as barreiras policiais para entrar no país.

A polícia macedónia tentou detê-los à força, entretanto, no sábado à noite levantou as suas restrições, depois de dias impedindo a entrada dos migrantes no país.

Neste domingo, pelo menos 6.000 refugiados e migrantes estão a atravessar o território da Sérvia, onde a agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) tem oito tendas na aldeia fronteiriça de Miratovac, no sul da Sérvia, fornecendo comida e abrigo, segundo relatos de Amet Alimi, presidente da Cruz Vermelha de Presevo, à agência AFP.