Rádio Observador

Futebol

Pinto da Costa quer Mourinho campeão europeu se FC Porto não o conseguir

O presidente do FC Porto afirmou que gostaria de ver José Mourinho como vencedor da Liga dos Campões em futebol no caso de os 'azuis e brancos' não arrebatarem o troféu.

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, afirmou nesta sexta-feira que gostaria de ver José Mourinho como vencedor da Liga dos Campões em futebol no caso dos ‘azuis e brancos’ não arrebatarem o troféu. O líder máximo dos ‘dragões’, que falava à imprensa à entrada da entrega de troféus da revista Mais Alentejo, que decorreu no Teatro Nacional de São Carlos, considera que o treinador do Chelsea dificilmente será campeão em Inglaterra, mas que irá garantir um lugar no topo da tabela.

“Tenho a certeza absoluta que Mourinho está tranquilo, sabe, porque é inteligente, que campeão já não vai ser, mas ficará nos quatro primeiros lugares do campeonato e que vai ser um dos candidatos a vencer a ‘Champions’. Se não for o FC Porto ficaria feliz que fosse ele”, disse antes de receber o prémio ‘Carreira Desporto’ por parte da revista alentejana.

Pinto da Costa espera, desde já, que José Mourinho acompanhe o FC Porto para os oitavos de final da Liga dos Campeões e orgulha-se de haver mais três treinadores portugueses que possam também seguir em frente na prova, para além do Benfica.

“As equipas para chegarem à ‘Champions’ têm de ter valor e, naturalmente, para passarem à fase seguinte têm de ter valor incontestável. Temos ainda vários treinadores portugueses como Marco Silva, José Mourinho, Villas-Boas e Nuno Espírito Santos que vão marcar presença nos oitavos de final. Isso também tem de evidenciado”, considerou.

Com os olhos postos no primeiro lugar do campeonato, para já nas mãos do Sporting, treinado pelo “amigo” Jorge Jesus, Pinto da Costa frisa que os três crónicos candidatos ao título (Benfica, FC Porto e Sporting) se reforçaram bem.

“O campeonato está em aberto e todos podem ser. Qualquer um dos clubes pode vencê-lo porque têm excelentes equipas e excelentes treinadores. As equipas foram niveladas por cima. O Sporting subiu, o FC Porto também, tal como o Benfica”, afiançou. O conflito entre Benfica e Jorge Jesus não mereceu comentários de fundo por parte de Pinto da Costa, que, contudo, que o atual treinador do Sporting está sereno.

“Não temos nada com isso, não estamos envolvidos nisso. Os problemas do Benfica com Jorge Jesus, se os há, a mim não me dizem respeito. Lamento que ele esteja envolvido em problemas, mas pelo que conheço não é por isso que ele deixa de dormir”, rematou. Amigo pessoal de Jorge Jesus, Pinto da Costa garante que não mistura águas e que Lopetegui irá continuar por “muito tempo” ao leme dos ‘dragões’.

“Não confundo amizades com trabalho. Eu sou amigo de Jorge Jesus ainda antes de ele ter ido para Felgueiras. Nunca me ouviram dizer qualquer coisa em desabono de Jorge Jesus e vice-versa. Essa amizade não deve confundir-se com os treinadores. O meu treinador é Lopetegui. Estou muito satisfeito com ele. Espero mantê-lo muito tempo”, concluiu.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)