Há presentes e presentes. Alguns são apelidados apenas como “lembranças”, outros têm um grande valor sentimental e outros um enorme custo financeiro. Os que Josephine, de 7 anos de idade, recebeu esta semana do pai são… bem, não há forma fácil de os catalogar.

Um tem 12,03 quilates e é azul. E custou nada mais nada menos do que 48.4 milhões de dólares (40 milhões de euros). O outro foi mais baratinho, 26 milhões, e mais ‘doce’.

O multimilionário de Hong Kong Joseph Lau comprou o “Blue Moon” (Lua Azul) fazendo deste o diamante mais caro do mundo. Tudo aconteceu num leilão da Sotheby’s em Genebra e segundo o diretor da divisão internacional desta joalharia, David Benett, o valor pago fez deste “o maior preço por quilate” alguma vez registado em qualquer tipo de pedra preciosa. Isto já se sabia. Mas a quem deu ele o diamante? Pois, lá está, à menina de sete anos. E para juntar o valor sentimental ao valor financeiro, Lau mudou o nome do diamante para “Blue Moon of Josephine” (Lua Azul de Josephine).

Um diamante é um diamante. Mas Josephine, recebeu dois.

Na véspera o multimilionário já tinha começado a encher o carrinho de compras. Num leilão da Christie, também em Genebra, um comprador anónimo comprou outro diamante de 16.08 quilates por 28.5 milhões de dólares (cerca de 26,5 milhões de euros). Rapidamente se percebeu quem era o anónimo quando este renomeou o diamante para “Sweet Josephine”.

Mas para não haver mesmo dúvidas, a CNN falou com o assistente de Lau confirmou que “os diamantes foram comprados pelo Sr. Lau para a sua filha”. 

E este tipo de ofertas do pai babado não são de agora. No passado mês de novembro, o magnata do imobiliário comprou uma jóia de 9.75 quilates e outra de 10.10, por 30 milhões de euros e quase 8 milhões de euros respetivamente, para a sua mais velha filha Zoe, de 13 anos de idade. E também mudou o nome das peças para “The Zoe Diamond” e “The Zoe Red”. Uma boa maneira de evitar discussões lá por casa, não haja dúvidas. 

Joseph Lau é um conhecido colecionador de arte e vinho e tem vindo a aumentar o seu espólio a cada ano que passa. Um retrato de Mao Zedong feito por Andy Warhol, que custou 16 milhões de euros é exemplo disso mesmo.

A revista Forbes colocou Lau no 114º lugar das pessoas mais ricas do mundo com um património estimado em 9.8 mil milhões de dólares (9 mil milhões de euros).