Em poucos palavras, Moscovo pode ser descrita como a cidade das estações de metro sumptuosas, das igrejas e catedrais, da Praça Vermelha, do Kremlin e das avenidas largas, mas também das lojas de marca e dos bares onde o champanhe substituiu a vodka. A ex-capital do comunismo soviético tornou-se o paraíso da ostentação e tem hoje em dia um brilho especial. Neste guia rápido, escolhemos um hotel, um restaurante, uma igreja, um bar, um museu e uma loja a não perder (e ainda um bónus para ver pelo caminho).

Um restaurante

O Pushkin (não confundir com Putin) é, sem dúvida, o café-restaurante mais bonito da cidade e recria na perfeição um ambiente de uma antiga mansão aristocrática russa. Uma das salas tem uma biblioteca com mais de três mil volumes do século XVIII ao XX, e a ementa tem clássicos russos como o bife Stroganoff. Tverskoy Blvd, 26 А. Aberto de segunda a domingo, 24 horas por dia.

11241626_1071996926184306_2853997334433031993_o

Um hotel

Para além de uma elegância sem igual, o Ritz Carlton tem, no último andar, um dos bares mais fashion da cidade, o O2 Lounge, com um terraço fantástico com vistas panorâmicas sobre a Praça Vermelha e o Kremlin. Tverskaya Street 3. Quarto duplo a partir dos 500 euros.

Ritz- Carlton Moscow,

Ritz-Carlton Moscovo

Uma igreja

Não perca a Catedral do Cristo Redentor, monumental obra de reconstrução do passado e símbolo maior da nova Rússia. Iniciada para comemorar a vitória sobre Napoleão, a construção durou 44 anos e consumou-se em 1883. Estaline mandou-a arrasar em 1931 para construir um monumental Palácio dos Sovietes, mas teve que se contentar com uma enorme piscina porque os terrenos não consentiam tal construção. A catedral foi reconstruída pedra por pedra e reconsagrada em 1999. Ulitsa Volkhonka, 15. Aberta de terça a domingo das 10h00 às 17h00 e segundas-feiras das 13h00 às 17h00.

DSC_4202

Um bar

No 22º andar da Academia de Ciências da Rússia, o Sky Lounge tem uma vista fantástica sobre a cidade e um terraço para os dias quentes de verão. Funciona também como restaurante. Leninsky Ave, 32 А. Aberto todos os dias das 13h00 às 00h00.

12240473_1111969022161806_4054887847671403822_o

Uma loja

Com os seus tetos trabalhados e ostentosos lustres, a Yeliseev’s Food Hall nem parece uma mercearia. É o local ideal para comprar caviar, legumes em pickles e vodka (que não podia faltar). Tverskaya St., 14. Aberta todos os dias das 8h00 às 20h00.

shop2

Um museu

A Galeria Tretyakov alberga a maior coleção de arte russa do mundo, ou seja, prepare-se para perder lá umas boas horas. Lavrushinsky Ln, 10. Aberta domingos, terças e quarta das 10h00 às 18h00 e quintas, sextas e sábados das 10h00 às 21h00. Bilhetes a partir dos 6 euros.

463545_241987135890628_2069900612_o

A não perder

Quando desenhar os seus percursos, tenha atenção às estações de metro. Komsomolskaya, Arbatskaya, Mayakoskaya e Ploshchad Revolyutsii merecem uma visita, mas há muitas outras que se poderiam destacar. Em Moscovo, as estações de metro são autênticas obras de arte e nem lhes faltam estátuas ou lustres no teto.

IMG_9833

Como ir

A Ibéria voa de Lisboa para Moscovo, com escala em Madrid, por 140 euros.

Com partida do Porto, a melhor opção é a Ryanair. Tem voos para Moscovo a partir dos 170 euros.