O primeiro dia de abril, também conhecido por ser a data em que nos é permitido mentir, costuma dar motivo para que muitas empresas no universo tecnológico preguem partidas. A Google não é exceção, mas este ano a gigante norte-americana não foi bem-sucedida, ao ser forçada pelos utilizadores a remover a funcionalidade que tinha acrescentado ao seu serviço de e-mail.

Por apenas um dia, os utilizadores do Gmail tiveram a opção de “deixar cair o microfone” (“drop the mic”, em inglês) durante as trocas de e-mail. Quer isto dizer que, ao carregar no “Enviar+ Mic Drop” que aparecia a laranja ao lado do tradicional botão “Enviar”, um gif de um ‘mínimo’ aparecia a terminar a conversa. A funcionalidade em questão, uma vez ativada, fazia com que quem tivesse carregado no botão não recebesse mais respostas na conversa de e-mail, isto é, as respostas seguiam para uma pasta diferenciada, o que dificultava o seu acesso.

A ideia era para ser engraçada, mas acabou por ter o efeito inverso. É que o facto de os botões estarem lado a lado fez com que houvesse utilizadores a enviar esta funcionalidade a patrões ou a amigos por engano, provocando confusões e até despedimentos, tal como se pode ler nos seguintes Tweets.

Entretanto, a Google já desativou a funcionalidade e admitiu o erro. “Parece que este ano pregámos uma partida a nós mesmos”, disse a empresa ao jornal britânico The Guardian.