Tecnologia

IFA, Berlim, dia 1. Huawei faz parceria com a Amazon (e leva a Alexa)

O Observador está em Berlim, na IFA, a maior feira de eletrónica de consumo da Europa. De robôs e smartphones a máquinas de lavar roupa. Há de tudo. Deixamos aqui as novidades do primeiro dia.

A IFA decorre em Berlim de 31 de agosto a 5 de setembro. Aqui são apresentados os principais produtos tecnológicos de cada ano

Getty Images

Arrancou esta sexta-feira, em Berlim, a IFA (Internationale Funkausstellung Berlin), um dos maiores eventos de eletrónica de consumo do mundo. Cerca de 250 mil pessoas vão passar pelo evento este ano, afirmou o responsável pela organização. Desde 1924 que as principais novidades da tecnologia passam por aqui, e não falamos só de smartphones ou computadores. Há robôs que aspiram a casa e cortam a relva, colunas inteligentes, máquinas de lavar e até frigoríficos. O Observador está na capital alemã a acompanhar estas e outras novidades tecnológicas e este texto vai estar em permanente atualização.

Dia 1

Huawei faz parceria com a Amazon e Alexa e lança coluna inteligente (entre outras novidades)

“Vão lançar um novo smartphone topo de gama?”, esta era a pergunta que estava no ar antes de Richard Yu, presidente executivo da Huawei, subir ao palco de conferências da IFA. Depois de uma apresentação que durou cerca de 45 minutos, não apareceram novos smartphones topo de gama (sem contar com novas cores para os já lançados modelos P20 e um Mate 10 Lite). O que houve foi a continuação da aposta da chinesa na inteligência artificial, desta vez a entrar no mercado das colunas inteligentes. A coluna inteligente chama-se Huawei AI Cube e vai utilizar a assistente digital da Amazon, a Alexa.

O momento em que Richard Yu mostra pela primeira vez o Huawei AI Cube

O Huawei Cube ainda não tem preço e apenas se sabe que a Amazon vai lançar este produto na Europa, mas Portugal fica de fora, segundo explicou fonte da empresa ao Observador. Outros países, como a China, também vão ter de esperar pelo lançamento deste produto. A ausência mais relevante no lançamento desta coluna inteligente são os Estados Unidos da América. Até ao momento, e conforme apurámos, ainda não há informação sobre se a empresa vai disponibilizar ou não a coluna naquele que é o maior mercado destes aparelhos.

Mesmo com uma parceria com a gigante americana Amazon, a Huawei continua impedida de vender os seus smartphones no país liderado por Donald Trump. A causa é a preocupação com segurança nacional norte-americana pelas alegadas ingerências do governo chinês na Huawei, que já levou outros países, como a Austrália, a serem pouco recetivos a colaborações com aquela que é a segunda maior fabricante de smartphones do mundo e uma das maiores tecnológicas.

Mesmo assim a Huawei aposta neste mercado e vai lançar o Huawei AI Cube, que, além de ser uma coluna inteligente, funciona como router Wi-Fi e 4G. Um responsável da Amazon, em resposta ao Observador sobre a parceria com a Huawei, afirmou que o software da assistente digital Alexa é de utilização livre e que inúmeras empresas terceiras que lançam produtos Alexa fazem uso da tecnologia da americana em parcerias semelhantes.

Na apresentação, Richard Yu divulgou também um novo processador que vai ser utilizado nos próximos dispositivos móveis da empresa. Chama-se Kirin 980 e é bem mais rápido que o antecessor, o Kirin 970 (utilizado, atualmente, nos topo de gama da Huawei, os P20). É um primeiro processador de 7nm para utilização comercial e promete tornar ainda mais competitivos os dispositivos da empresa.

As novidades da Huawey apresentadas por Richard Yu, um dos principais oradores no primeiro dia da IFA 2018

“Lembram-se dos filmes do Regresso ao Futuro, com os ecrãs a cobrirem as paredes todas? Estamos quase lá”

Foi com esta frase que Jens Heithecker, presidente executivo da IFA, falou da disrupção que há no mercado tecnológico atualmente. Heithecker foi o primeiro a subir a palco na conferência de inauguração do primeiro dia da IFA, antes de passar a palavra a Seong-jin, vice-presidente do conselho de administração e presidente executivo da LG, e I.P. Park, presidente de tecnologia da mesma empresa. Houve tempo para piadas sobre Donald Trump e dizer que, este ano, a IFA vai ter mais de 250 mil visitantes, mas o tema principal foi outro: inteligência artificial.

A inteligência artificial não é sobre máquinas que vão mandar nos humanos, é sobre tornar as nossas vidas mais fáceis e ajudar-nos”, afirmou Jens Heithecker, presidente executivo da IFA.

Jens Heithecker, presidente executivo da IFA, na conferência de inauguração do primeiro dia da feira

Quando chegou a vez dos executivos da LG terem a palavra, o mote foi no mesmo sentido. Quem esperava ver o wearable (tecnologia vestível) exoesqueleto LG CLOi SuitBot ficou desiludido: a mensagem continuou a passar sobre como a inteligência artificial pode mudar o quotidiano. Não faltaram referências a produtos da empresa, como colunas inteligentes com as assistentes digitais Alexa (da Amazon) e a Google Assistant. O trabalho não “é sobre a máquina, é sobre fazer uma vida melhor”, disse Seong-jin.

O objetivo da apresentação foi explicar que os produtos que adquirimos estão a passar a aprender o que fazemos. “Não vão precisar de manuais de instruções porque os nossos aparelhos vão aprender sobre vocês, e não o contrário”, prometeu, ousadamente, Park. O responsável tecnológico da marca falou dos avanços nos aspiradores inteligentes da marca, que até aprendem quem é cada membro da casa.

Durante a conferência, subtilmente, uma televisão de ultra definição ‘fingia’ ser um quadro, indo alternando pinturas emolduradas

Alguns destes aparelhos apresentados na conferência podem preocupar os mais cautelosos com a privacidade, como um ar condicionado que a marca está a preparar. Porquê? Segundo afirmou Park na conferência, o novo ar condicionado Puricare tem uma câmara embutida que filma o utilizador para decorar os seus hábitos e poder adequar sempre a temperatura. Contudo, houve tempo para partilhar uma notícia recente que se passou em Israel: graças à câmara de um dos aspiradores da empresa, um utilizador, enquanto estava no trabalho, foi avisado que lhe estavam a assaltar a casa (o ladrão fugiu mal viu o robô).

Já no fim da conferência (finalmente) foi possível ver em ação um dos robôs assistentes que a marca quer pôr a funcionar em aeroportos, hotéis e centros comerciais.

O dia do 8K está aqui, mas há muito mais

Depois de já termos passado pelo stand da LG numa pré-apresentação para jornalistas, podemos afirmar: uma das grandes novidades da edição deste ano da IFA é o 8K. Contudo, mesmo com as sul-coreanas Samsung e LG a apresentar os seus novos modelos de televisões com ‘mega-ultra’ definição QLED e OLED, respetivamente (como já falámos aqui), ainda muito está para ver.

A IFA tem colunas inteligentes, monitores de videojogos e para trabalho, televisões, robôs domésticos, wearables, smartphones, realidade virtual e aumentada, projetores, entre outros produtos que estão a ser apresentados por empresas como a Acer, a Asus, a Blackberry, a Casio, a Dell, a Epson, a Google, a Sony, a Lenovo, a Nokia, a HTC, a JBL, a Seinheiser ou a Bose (entre muitas, muitas outras, além dos grupos já referidos neste artigo). Há uma grande marca que não marca presença, como já é costume neste tipo de eventos: a Apple. Pode-se dizer que é “especial”, mas até tem a “desculpa” de ir apresentar novos produtos na sede, Califórnia, a 12 de setembro, o que já tirou um pouco o foco das apresentações da IFA no dia antes deste evento.

*O Observador está em Berlim, na IFA, a convite da LG Portugal

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: [email protected]
Livros

Humanistas de todo o Mundo, uni-vos!

agostinhomirandamiranda

"Será que o Iluminismo acabará por falhar porque não consegue dar satisfação às mais primitivas necessidades do homem", às quais a religião, o nacionalismo e o heroísmo romântico parecem dar resposta?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)