Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Acabaram-se os desfiles só com roupa de homem ou de mulher. Pelo menos, para a Gucci. A icónica marca de moda italiana anunciou esta terça-feira que vai passar a apresentar as coleções masculina e feminina num só desfile. Numa conferência em Versalhes, o líder Marco Bizzarri afirmou que Alessandro Michele (designer da marca) já apresentava as suas coleções juntas e que esta decisão era “um progresso natural”, conta a Vogue.

“Mudar para apenas um desfile por estação vai ajudar significativamente muitos aspetos relacionados com o nosso negócio. Mantê-los separados, em calendários diferentes, tem sido mais consequência da tradição do que propriamente da praticabilidade”, afirmou Marco Bizzarri.

A Gucci não é a primeira marca a considerar apresentar as coleções masculina e feminina num só desfile. A Vetements já tinha introduzido o tema quando anunciou que não ia apresentar a sua coleção feminina nas semanas de moda feminina de março e outubro, optando por apresentá-las nas semanas de moda masculina de janeiro e junho. O motivo passava por ter mais tempo para desenhar e por aumentar o número de encomendas dos retalhistas.

Na Gucci, o criador Alessandro Michele tem vindo a desenhar cerca de seis coleções para homem e mulher por ano, mas com esta mudança pode reduzir a produção para quatro. “É assim que eu vejo o mundo hoje. Não vai ser necessariamente um caminho fácil e vai ter desafios, mas acredito que vai permitir guiar-me em direção a uma nova abordagem na forma como conto as histórias”, disse.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR