A porta-voz do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, disse esta quinta-feira que, em Coimbra, nove colégios privados recebem anualmente mais de 10 milhões de euros de financiamento do Estado para terem estabelecimentos de ensino ao lado de escolas públicas.

Catarina Martins, que falava aos jornalistas à margem de uma visita que efetuou esta manhã à Escola 2,3 de Taveiro, na margem esquerda do rio Mondego, salientou que “uma boa parte deles é mesmo no centro da cidade e são colégios da elite social e económica de Coimbra”.

“Em Coimbra está um bom exemplo daquilo que temos dito: defender a escola pública é também acabar com as rendas do Estado a colégios privados que são redundantes, não servem a rede pública, mas apenas para fazer negócio para uns poucos à conta do dinheiro que é de todos”, acusou a dirigente bloquista.