A líder do Bloco de Esquerda afirmou esta manhã que “é preciso pôr os patrões do trabalho portuário na ordem”. Catarina Martins disse ainda que é necessário “respeitar todos os trabalhadores” e que o que os patrões “estão a fazer é inaceitável”.

A bloquista afirmou numa visita em Lisboa que “o Governo vai ter de intervir” no conflito entre estivadores e operadores portuários, considerando que os operadores têm de ser postos na ordem. “O que querem é contratar pessoas ao dia e é preciso explicar-lhes que isso era comum no séc. XIX e ao longo do séc. XX a legislação laboral foi adaptada para que as pessoas fossem respeitadas e não vamos aceitar no séc. XXI voltar à contratação à hora ou ao dia”, explicou a líder do Bloco.

Catarina Martins disse ainda que “é preciso respeitar todos trabalhadores” e que nenhum trabalhador é menos do que outro.