Portugal vai ser um dos seis países do mundo a receber testes para a implementação do vídeo árbitro, anunciou esta quinta-feira a International Board (IFAB), entidade que regula as leis no futebol.

A estreia desta tecnologia em Portugal vai ocorrer na Supertaça Cândido Oliveira, a 7 de agosto, no embate entre o tricampeão Benfica e o Sporting de Braga, vencedor da Taça de Portugal.

Os restantes nove encontros serão também em encontros organizados pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), casos dos jogos dos quartos-de-final, das meias-finais e da final da Taça de Portugal.

Além de Portugal, também Austrália, Brasil, Alemanha, Holanda e Estados Unidos vão integrar esta primeira fase de testes durante a época 2016/17, em jogos oficiais e sem divulgação pública, sendo que a segunda está marcada para 2017/18, já de forma experimental e pública.

“Enquanto isso, mediante a conclusão bem-sucedida dos testes iniciais, o Mundial de Clubes de 2016, a realizar no Japão, está também definido como um evento teste final, antecedendo as experiências públicas na época seguinte”, lê-se no comunicado da IFAB.

Em abril, a FPF tinha ficado integrada no grupo de estudos, logo passível de acolher testes, um mês depois de o IFAB, , ter aprovado a título experimental o recurso às imagens vídeo nas arbitragens dos jogos.

O período experimental decorrerá durante os próximos dois anos, “o mais tardar na época 2017/2018”, para, segundo o comunicado do IFAB, “identificar as vantagens, desvantagens e os piores cenários”.

Após o aval à tecnologia de linha de golo, em 2012, o ‘guardião’ das leis do futebol voltou a abrir as portas a outras tecnologias para auxílio do trabalho dos árbitros.