Jennifer Kiss-Engele ficou destroçada quando percebeu que o seu filho tinha sido o único da turma a não ser convidado para uma festa de aniversário. E acredita que Sawyer foi excluído por ter Síndrome de Down.

Jennifer sentiu que a exclusão do filho era extremamente injusta e escreveu uma extensa e emocionante carta à mãe da aniversariante a explicar o que ela e o seu filho sentiram e o que é a Síndrome de Down. A mãe de Sawyer partilhou a carta no Facebook e o post já se tornou viral.

Na carta lê-se: “Eu sei que não nos conhecemos muito bem uns aos outros, mas o meu filho Sawyer e o vosso filho estão na mesma turma. Eu sei que o vosso menino distribuiu convites para o seu aniversário a toda a turma menos ao Sawyer, que não foi convidado. Também percebi que isso não foi um lapso da vossa parte, foi uma decisão intencional de não incluir o meu filho.

Quero que saibam que não temos expectativas de sermos convidados para todos os aniversários. Na verdade, quando o Sawyer fez anos o ano passado só convidámos alguns amigos chegados porque queríamos manter a festa pequena porque foi nas férias do Natal. Mas no vosso caso, a razão não é a mesma. Vocês convidaram as outras 22 crianças da turma, exceto o meu filho. Eu sei que não foi por ele ser mau, não podia ser uma criança mais feliz. Eu sei que não foi por ele não ser divertido, já que tem um grande sentido de humor e um riso contagiante. Sei que não é por ele e a vossa criança não serem amigos, porque ele já referiu o nome da vossa criança várias vezes. A única razão para vocês decidirem não convidar o meu filho para a festa de anos da vossa criança é porque ele tem Síndrome de Down.”

Jennifer lamenta que as pessoas não estejam bem informadas acerca da doença, mas garante que está disposta a dialogar e a esclarecer quaisquer dúvidas. Acrescenta ainda que compreende as dúvidas e incertezas da mãe da aniversariante, porque ela própria também já as teve: “Quero que saiba que também já fui assim. Estava assustada e mal-informada acerca da Síndrome de Down antes de ter o meu filho. Estava tão preocupada que os meus outros filhos não fossem capazes de criar uma ligação com ele da mesma forma que outros irmãos o fazem. Mas estava errada.”

A mãe da aniversariante respondeu e concordou em conversar acerca da doença, que acabou por explicar também à filha. Depois da conversa, a menina fez um convite especial só para Sawyer, um gesto que fez toda a diferença para a criança.