Variante com peso na oferta da marca dos quatro anéis, o Audi A5 Sportback acabou por ser revelado antes da apresentação mundial agendada para o próximo Salão Automóvel de Paris, cujas portas abrem nos últimos dias de Setembro para a imprensa e, para o público em geral, no dia 1 de Outubro.

Replicando grande parte das soluções estéticas desvendadas com o Coupé, a começar na grelha, ópticas, pára-choques e capot, o A5 Sportback junta depois a estas uma lateral da qual se destacam as portas traseiras, bem integradas num perfil de várias arestas e complementadas por um pequeno vidro a dar continuidade à linha do tejadilho que caracteriza o coupé.

Utilizando a mesma plataforma MLB do Coupé de duas portas, embora com uma maior distância entre eixos (2.824 mm, contra 2.764 mm), esperam-se benefícios em termos de habitabilidade, com um crescimento de 17 mm em comprimento no habitáculo, o qual terá também visto a largura aumentar em 11 mm e o espaço para pernas atrás em 24 mm. A capacidade da bagageira também melhora, com o novo modelo a anunciar 480 litros, contra os 465 litros do Coupé.

Idêntica à do Coupé de duas portas é a oferta em termos de motores, com o Sportback a contar, na fase de lançamento, com dois motores a gasolina e três a diesel. No primeiro caso, as opções arrancam com uma versão g-tron, baseada num 2.0 TFSI a gasolina, a debitar 170 cv e 270 Nm de binário. Em alternativa, existem duas variantes desse mesmo motor de combustão, com 190 cv e 320 Nm de binário, e com 252 cv e 370 Nm de binário.

10 fotos

Já para a versão S5 fica reservado o 3.0 V6 TFSI de 354 cv e 500 Nm, o qual, acoplado a uma caixa automática Tiptronic de oito velocidades e tracção integral, anuncia acelerações dos 0 aos 100 km/h em 4,7 segundos – ou seja, o mesmo valor do A5 Coupé – e uma velocidade máxima (limitada electronicamente) de 250 km/h. Tudo isto, com consumos que a marca fixa em 7,3 l/100km e emissões de CO2 de 166 g/km.

Já entre os diesel, o já conhecido 2.0 TDI de 190 cv e 400 Nm, também na variante Ultra, além do 3.0 V6 TDI, também aqui em duas variações: de 218 cv e 400 Nm de binário, e 286 cv com 620 Nm de binário.

Nas transmissões, as escolhas de fábrica variam consoante as motorizações, podendo ir da caixa manual de seis velocidades às automáticas de sete ou oito relações.

Embora a Audi não tenha ainda divulgado os consumos para todas as motorizações, a marca dos quatro anéis garante que, nesta nova geração do A5 Sportback, foi conseguida uma redução média de 22% nos consumos.

Finalmente, e entre os argumentos tecnológicos, há que referir a assistência à manutenção na faixa de rodagem, o cruise control adaptativo (que consegue retomar a marcha, após paragem, sem intervenção do condutor), a assistência ao estacionamento, o aviso de existência de trânsito a passar na traseira, a travagem automática de emergência e o reconhecimento dos sinais de trânsito. Isto para além de um ecrã para o MMI de 8,3″ e do já conhecido virtual cockpit de 12,3″, assim como de um sistema Bang & Olufsen 3D. Opcional, é claro.

Fique com o vídeo oficial.

[jwplatform J0SX6UFK]